Exportar registro bibliográfico

Concentração de alérgenos na poeira de laboratórios de pesquisa com animais e análise de sua associação com sintomas, sensibilização alérgica e asma confirmada pelo teste de broncoprovocação com manitol (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated author: SIMONETI, CHRISTIAN SILVA - FMRP
  • School: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: ALÉRGENOS; ASMA; DOENÇAS OCUPACIONAIS
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Trabalhadores expostos a animais de laboratório possuem elevado risco de desenvolvimento de doenças alérgicas. Proteínas eliminadas na urina, saliva, suor e descamação da pele dos animais tornam esses ambientes propícios para o desenvolvimento de alergia. A prevalência de sintomas alérgicos entre esses trabalhadores oscila de 10 a 46%. Desses trabalhadores que se tornam sintomáticos, 4 a 22% desenvolvem asma ocupacional que pode ser persistente mesmo após término da exposição. Mas, nos estudos publicados, a definição de asma baseia-se em questionários. Objetivo: conhecer a associação entre a exposição a animais de laboratório e asma definida por hiperreatividade brônquica, assim como sensibilização a alérgenos de animais. Métodos: Foram avaliados indivíduos expostos e não expostos a animais de laboratório da Universidade de São Paulo, Campus Ribeirão Preto (USP-RP) e Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Esses indivíduos responderam questionário sobre condições de trabalho e sintomas respiratórios (questionário traduzido da European Community Respiratory Health Survey), foram submetidos a teste cutâneo de punctura (prick-test) para alérgenos comuns e ocupacionais (rato, camundongo, cobaia, coelho e hamster), espirometria e teste de broncoprovocação com manitol para detecção de hiperreatividade brônquica. Uma quantidade padronizada de poeira foi coletada dos ambientes de trabalho para análise das concentrações de alérgenos pelo método de ELISA. Resultados: estudamos 737 voluntários (trabalhadores ou alunos), sendo 336 do grupo não exposto a animais de laboratório e 401 do grupo exposto a animais de laboratório. Foram observados 69 casos (17,2%) de teste cutâneo positivo para alérgenos ocupacionais no grupo exposto, enquanto no grupo não exposto foram observados 10 casos (3,0%) (p < 0,001), a análise multivariada confirmou a exposição aanimais como fator de risco para sensibilizarão com risco relativo de 5,18 (2,69 - 9,97) e p < 0,01. As concentrações de alérgenos de ácaro, de rato e de camundongo na poeira dos laboratórios não se associaram a sensibilização, hiperreatividade brônquica, asma confirmada, relato de asma, sibilo, tosse ou rinite. Conclusão: a exposição a animais de laboratório associa-se a sensibilização atípica. Asma e hiperreatividade, no entanto, não se associaram à exposição, provavelmente, porque indivíduos que desenvolvem os primeiros sintomas alérgicos abandonam a exposição. Não foi encontrado um nível de concentração de alérgeno que se caracterize como fator de risco para sensibilização alérgica. Nesse caso, não podemos afirmar que exista nível seguro de exposição.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.10.2014

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SIMONETI, Christian Silva; VIANNA, Elcio dos Santos Oliveira. Concentração de alérgenos na poeira de laboratórios de pesquisa com animais e análise de sua associação com sintomas, sensibilização alérgica e asma confirmada pelo teste de broncoprovocação com manitol. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Simoneti, C. S., & Vianna, E. dos S. O. (2014). Concentração de alérgenos na poeira de laboratórios de pesquisa com animais e análise de sua associação com sintomas, sensibilização alérgica e asma confirmada pelo teste de broncoprovocação com manitol. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Simoneti CS, Vianna E dos SO. Concentração de alérgenos na poeira de laboratórios de pesquisa com animais e análise de sua associação com sintomas, sensibilização alérgica e asma confirmada pelo teste de broncoprovocação com manitol. 2014 ;
    • Vancouver

      Simoneti CS, Vianna E dos SO. Concentração de alérgenos na poeira de laboratórios de pesquisa com animais e análise de sua associação com sintomas, sensibilização alérgica e asma confirmada pelo teste de broncoprovocação com manitol. 2014 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022