Exportar registro bibliográfico

Análise da distribuição de tensões do conjunto implante/prótese de implantes de zircônia na região periimplantar (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: DIAZ, MELODY ANALIA CHASE - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAD
  • Subjects: PRÓTESE DENTÁRIA; IMPLANTES DENTÁRIOS
  • Language: Português
  • Abstract: Este estudo teve como objetivo analisar as tensões do osso periimplantar, analisando as forças axiais e oblíquas incidentes em um modelo 3D usando Método de Elementos Finitos (MEF) a partir de modelo experimental in vitro, que consistiu em: 1 implante Brånemark System MkIIIGroovde (3,75 mm de diâmetro, 13,0 mm de comprimento); 1 pilar multi-unit de 5mm de altura com parafuso de titânio e torque de 20Ncm; infraestrutura de cobalto-cromo revestida com cerâmica feldspática aparafusada com torque de 10 Ncm, e poliuretano simulando o osso. Para obter dados de deformação, extensômetros lineares elétricos (Strain Gauges) foram utilizados e os valores obtidos foram comparados com o MEF gerado a partir do escaneamento do modelo em Micro CT e reconstruído tridimensionalmente no software Simpleware. Uma vez construído o modelo do MEF, as propriedades mecânicas dos implantes de titânio foram substituídas pelas propriedades dos implantes de zircônia Y-TZP no programa ANSYS. Uma carga vertical e uma oblíqua, cada uma de 300N, foram aplicadas no centro da face oclusal da coroa de cada modelo e, em seguida, as tensões foram verificadas na região do osso periimplantar. As tensões encontradas no modelo de EF com força vertical aplicada foram 0,92 MPa na região vestibular, 1,15 MPa na lingual, 0,98 MPa na mesial e 1,00 MPa na região distal para implante de titânio. Quando utilizado implante de zircônia com carga aplicada vertical os valores de tensão foram em vestibular 11,66 MPa, em lingual 9,73 MPa, em mesial 9,76 MPa e em distal 9,59 MPa. No modelo de EF com força oblíqua de 30º os valores foram em vestibular 0,92 MPa, em lingual 1,14 MPa, em mesial 0,97 MPa e em distal 0,99 MPa com o mesmo implante de titânio. O mesmo implante com carga inclinada (30º) gerou valores de tensão de 10,23 MPa em vestibular, 8,30 MPa em lingual, 8,48 MPa em mesial e 9,51 MPa em distal. A tensão diminuiu numericamentecom o implante de zircônia, com as incidências de cargas verticais e oblíquas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.02.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CHASE DIAZ, Melody Analia; BORGES, Ana Flávia Sanches. Análise da distribuição de tensões do conjunto implante/prótese de implantes de zircônia na região periimplantar. 2015.Universidade de São Paulo, Bauru, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25148/tde-02062015-162803/publico/MelodyAnaliaChaseDiaz_Rev.pdf >.
    • APA

      Chase Diaz, M. A., & Borges, A. F. S. (2015). Análise da distribuição de tensões do conjunto implante/prótese de implantes de zircônia na região periimplantar. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25148/tde-02062015-162803/publico/MelodyAnaliaChaseDiaz_Rev.pdf
    • NLM

      Chase Diaz MA, Borges AFS. Análise da distribuição de tensões do conjunto implante/prótese de implantes de zircônia na região periimplantar [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25148/tde-02062015-162803/publico/MelodyAnaliaChaseDiaz_Rev.pdf
    • Vancouver

      Chase Diaz MA, Borges AFS. Análise da distribuição de tensões do conjunto implante/prótese de implantes de zircônia na região periimplantar [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25148/tde-02062015-162803/publico/MelodyAnaliaChaseDiaz_Rev.pdf

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021