Exportar registro bibliográfico

Avaliação da vegetação como indicadora de áreas suscetíveis a escorregamentos na Serra do Mar em Caraguatatuba (SP) (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: PORTELA, VIVIANE DIAS ALVES - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Subjects: VEGETAÇÃO; ESCORREGAMENTO DOS SOLOS; SENSORIAMENTO REMOTO
  • Language: Português
  • Abstract: Apesar de a vegetação ser considerada fator controlador de escorregamentos, os estudos que a discutem como indicador destes processos são escassos. O sensoriamento remoto, por meio dos índices de vegetação, apresenta potencial ainda não explorado para subsidiar os estudos entre vegetação e escorregamentos. Assim, o objetivo deste trabalho é avaliar a vegetação como indicador de áreas suscetíveis a escorregamentos. A área escolhida para a pesquisa é o trecho da Serra do Mar no município de Caraguatatuba, litoral norte do Estado de São Paulo. A escolha desta área remete ao evento de 1967 no qual houve escorregamentos generalizados nas escarpas da Serra do Mar que culminaram em inúmeras mortes e perdas materiais. Para a realização da pesquisa foram gerados os índices de vegetação NDVI, Simple Ratio, ReNDVI, VIg e PSRI. Os índices de vegetação foram correlacionados às cicatrizes de escorregamentos e com os seguintes parâmetros topográficos: declividade, hipsometria, orientação de vertentes e curvatura em planta. Para isso foi utilizada a distribuição da razão de área afetada por cicatrizes em cada índice de vegetação (Vcic). Os resultados demonstraram que os índices de vegetação foram eficientes ao identificar as áreas com cicatrizes além de aludir que a maior densidade de vegetação visualizada pelo NDVI e, o menor estresse hídrico indicado pelo ReNDVI, podem ter refletido fatores controladores dos escorregamentos que podem ou não estar associados às características davegetação. Para os índices de vegetação NDVI, Simple Ratio e ReNDVI foi identificada uma relativa independência da variação do Vcic em relação aos parâmetros topográficos ao contrário do VIg e do PSRI. Este novo instrumental pode subsidiar e aprofundar as análises para além da interpretação do relevo por modelos digitais de terreno para estudos de suscetibilidade a escorregamentos contribuindo para aumentar a acurácia dos resultados.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.09.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PORTELA, Viviane Dias Alves; VIEIRA, Bianca Carvalho. Avaliação da vegetação como indicadora de áreas suscetíveis a escorregamentos na Serra do Mar em Caraguatatuba (SP). 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-29042015-162641/ >.
    • APA

      Portela, V. D. A., & Vieira, B. C. (2014). Avaliação da vegetação como indicadora de áreas suscetíveis a escorregamentos na Serra do Mar em Caraguatatuba (SP). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-29042015-162641/
    • NLM

      Portela VDA, Vieira BC. Avaliação da vegetação como indicadora de áreas suscetíveis a escorregamentos na Serra do Mar em Caraguatatuba (SP) [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-29042015-162641/
    • Vancouver

      Portela VDA, Vieira BC. Avaliação da vegetação como indicadora de áreas suscetíveis a escorregamentos na Serra do Mar em Caraguatatuba (SP) [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-29042015-162641/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021