Exportar registro bibliográfico

Reabilitação psicossocial e estratégia saúde da família: desafios no cuidado à saúde mental (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: FRATESCHI, MARA SOARES - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: SAÚDE DA FAMÍLIA; ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE; REABILITAÇÃO PSICOSSOCIAL
  • Keywords: Atenção Primária à Saúde; Estratégia Saúde da Família; Family health strategy; Mental health; Primary health care; Psychosocial rehabilitation; Reabilitação Psicossocial; Saúde Mental
  • Language: Português
  • Abstract: A Estratégia Saúde da Família (ESF) tem se destacado como uma importante alternativa para a (re)inserção da pessoa em sofrimento mental na sociedade, em conformidade com a Reforma Psiquiátrica. A Reabilitação Psicossocial é compreendida como uma abordagem que visa a emancipação da pessoa, a redução da discriminação, a valorização das capacidades individuais e sociais e a criação de um sistema de apoio de longa duração. Este estudo objetivou conhecer e compreender as ações desenvolvidas pela ESF no que se refere à Reabilitação Psicossocial em saúde mental, a partir da perspectiva dos profissionais, usuários e familiares. A coleta de dados foi realizada em duas Unidades de Saúde da Família (USF) de Ribeirão Preto-SP e os participantes foram 26 profissionais, 3 usuárias e 2 familiares. Os instrumentos utilizados para a coleta foram a entrevista individual aberta e a observação participante. O material foi submetido à análise seguindo a abordagem qualitativa e utilizou-se como ferramenta a Análise de Conteúdo Temática. A análise possibilitou a construção de seis categorias temáticas, a saber: 1) Contextos e relações: Necessidades apontadas como sendo o motivo pela procura por ajuda na USF; 2)Ações: o desafio de cuidar da saúde mental no território- indica as ações desenvolvidas pelas USFs, ou seja, estratégias tradicionais, escuta qualificada, cuidado longitudinal, trabalho em equipe e estratégias coletivas; 3) O contato com o sofrimento mental e o preparo para o trabalho: caminhos para a transformação das práticas - sugere que o olhar para a pessoa em sofrimento mental, em sua múltipla e complexa existência, oportuniza transformações das práticas por meio da desmistificação da loucura; 4) Dificuldades encontradas no processo de cuidado da saúde mental - aponta a falta de preparo técnico e psicológico, o excesso de demanda e a insuficiência da rede, como possíveis entraves dos processos detrabalho; 5) Avaliação do cuidado ofertado em saúde mental pelas USFs - indica que, numa perspectiva clínica tradicional, os serviços foram considerados efetivos e adequados, entretanto, os entrevistados evidenciaram um processo de transformação das práticas, indicando a necessidade de avançar em estratégias psicossociais; 6) Transformações do cuidado em saúde mental: Concepções dos participantes acerca da pessoa em sofrimento mental e da viabilização da desinstitucionalização e da Reabilitação Psicossocial - aborda os significados atribu¬ídos pelos entrevistados ao sofrimento mental e aos processos de cuidado, indicando que tais compreensões interferem nas práticas e posturas instituídas. Os resultados apontaram que o sofrimento mental é correlato ao contexto e às relações estabelecidas pelas pessoas. Destaca-se que os serviços estão avançando em direção a estratégias mais dialógicas e espontâneas, todavia, estas ainda são colocadas em prática de forma individual. Conclui-se que o processo de transformação das práticas é lento e implica a superação de armadilhas cotidianas que dificultam o investimento em ações que transcendam as estratégias tradicionais, avançando para o coletivo, buscando novas formas de pensar e fazer saúde. Neste sentido, este estudo traz avanços relativos à viabilização das práticas de cuidado em saúde mental no território visando o comprometimento com a pessoa em seu percurso de vida
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.12.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FRATESCHI, Mara Soares; CARDOSO, Cármen Lúcia. Reabilitação psicossocial e estratégia saúde da família: desafios no cuidado à saúde mental. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59137/tde-10022015-171402/ >.
    • APA

      Frateschi, M. S., & Cardoso, C. L. (2014). Reabilitação psicossocial e estratégia saúde da família: desafios no cuidado à saúde mental. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59137/tde-10022015-171402/
    • NLM

      Frateschi MS, Cardoso CL. Reabilitação psicossocial e estratégia saúde da família: desafios no cuidado à saúde mental [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59137/tde-10022015-171402/
    • Vancouver

      Frateschi MS, Cardoso CL. Reabilitação psicossocial e estratégia saúde da família: desafios no cuidado à saúde mental [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59137/tde-10022015-171402/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020