Exportar registro bibliográfico

Efeito da suplementação crônica de leucina nas vias de sinalização da síntese e degradação proteica no tecido muscular de ratos destreinados submetidos à restrição calórica (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: NISHIMURA, LUCIANA SIGUETA - FCF
  • Unidade: FCF
  • Sigla do Departamento: FBA
  • Subjects: NUTRIÇÃO; AMINOÁCIDOS; COMPOSIÇÃO CORPORAL; SUPLEMENTAÇÃO ALIMENTAR
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: O destreinamento físico está relacionado com alterações moleculares associadas à perda de massa muscular, rápido acréscimo da massa adiposa, ganho de peso e resistência à insulina. Estudos apontam que a restrição calórica reduz a gordura corporal, contudo, associada com a inatividade física, altera o metabolismo proteico acelerando o catabolismo muscular. Nesse sentido, estudos com suplementação de aminoácidos essenciais, em especial a leucina, observam aumento na síntese proteica e redução da degradação proteica em situações de restrição ou recuperação nutricional. Dessa forma sugere-se que a restrição calórica associada à suplementação com leucina poderia atenuar os efeitos desencadeados pelo destreinamento físico. OBJETIVO: Investigar a influência da suplementação crônica de leucina na via de sinalização da síntese proteica e degradação proteica no tecido muscular a partir de parâmetros moleculares em ratos destreinados, submetidos à restrição calórica. MÉTODOS: Foram utilizados 64 ratos Sprague-Dawley machos e adultos, inicialmente distribuídos em 2 grupos: Controle (CON) (n = 16) representados pelos animais sedentários, e Treinamento (TREIN) (n = 48) que foram submetidos ao treinamento em esteira ergométrica durante oito semanas. Após esse período, os animais foram redistribuído em 6 grupos: Sedentário (SED), Treinamento (TREIN), Destreinamento (DT), Destreinamento + Leucina (LEU), Destreinamento + Restrição Calórica (DTRC) e Destreinamento + Restrição Calórica + Leucina (DTRC + LEU). Foram analisados massa corporal, consumo da ração, composição corporal, sensibilidade a insulina bem como os marcadores de inflamação (IL-6; IL-10; MCP-1; TNF-α; 1L-1α; PAI-1; leptina; adponectina) e parâmetros moleculares como genes e proteínas envolvidas na via de sinalização da síntese protéica (mTOR, P-4EBP1, P-s6K1 e eIF4E); degradação proteica (MAFBx e MURF) além detransportadores de aminoácidos (LAT-1 e SNAT 2 e CD98). ESTATÍSTICA: Os valores foram expressos em média e desvio padrão. As comparações entre os grupos após o período de destreinamento físico foram avaliadas por meio de análise de variância (ANOVA), seguida do teste de Tukey. Em todas as análises foi considerado nível de significância de 5%. A análise estatística foi realizada no software SPSS versão 17.0. RESULTADOS: Em relação à composição corporal, foi observada diferença estatisticamente significativa na gordura corporal e massa livre de gordura entre os grupos DTRC e DTRC+LEU, em relação aos demais grupos experimentais. Porém não houve diferença estatística entre o DTRC e DTRC+LEU. No entanto não foi observada diferença estatisticamente significativa quando avaliado a proteína da carcaça. Em relação aos parâmetros moleculares, não foi observada diferença estatisticamente significativa entre os grupos, quando avaliada a expressão de proteínas relacionadas com a via de sinalização de síntese proteica (mTOR, P-4EBP1, P-s6K1 e eIF4E) e transportadores de leucina (LAT- 1;SNAT-2;CD(98). Quanto avaliada a expressão gênica da via de degradação, foi observada uma menor expressão do gene MURF quando suplementado com leucina, porém sem diferença estatisticamente significativa. CONCLUSÃO: A restrição calórica associada com a suplementação com leucina foi efetiva na redução da gordura corporal, e aumento da massa livre de gordura, porém não houve diferença estatisticamente significante entre os dois grupos DTRC e DTRC+LEU, tampouco quando avaliada a proteína da carcaça desses animais. Dessa forma, pode-se concluir que a suplementação crônica com leucina não reverteu os efeitos desencadeados pelo destreinamento físico, e, além disso, não foi suficiente para alterar os parâmetros moleculares envolvidos na via desinalização de síntese e degradação proteica desses animaisanimais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.03.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NISHIMURA, Luciana Sigueta; TIRAPEGUI, Julio. Efeito da suplementação crônica de leucina nas vias de sinalização da síntese e degradação proteica no tecido muscular de ratos destreinados submetidos à restrição calórica. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9132/tde-20052015-104443/ >.
    • APA

      Nishimura, L. S., & Tirapegui, J. (2015). Efeito da suplementação crônica de leucina nas vias de sinalização da síntese e degradação proteica no tecido muscular de ratos destreinados submetidos à restrição calórica. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9132/tde-20052015-104443/
    • NLM

      Nishimura LS, Tirapegui J. Efeito da suplementação crônica de leucina nas vias de sinalização da síntese e degradação proteica no tecido muscular de ratos destreinados submetidos à restrição calórica [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9132/tde-20052015-104443/
    • Vancouver

      Nishimura LS, Tirapegui J. Efeito da suplementação crônica de leucina nas vias de sinalização da síntese e degradação proteica no tecido muscular de ratos destreinados submetidos à restrição calórica [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9132/tde-20052015-104443/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021