Exportar registro bibliográfico

Potencial criador e transformador do trabalho em saúde para (re)configuração de modelos de atenção (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: SANTOS, DÉBORA DE SOUZA - INTER - ENFERMA
  • Unidade: INTER - ENFERMA
  • Sigla do Departamento: ERM
  • Subjects: ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE; TRABALHO; MODELOS DE ATENÇÃO À SAÚDE; SERVIÇOS DE SAÚDE; SAÚDE DA FAMÍLIA; ENFERMAGEM
  • Language: Português
  • Abstract: O núcleo de análise do estudo foi a prática cotidiana em saúde, detendo-se na sua potencialidade para (re)configuração de modelos de atenção, no contexto da Atenção Básica, em Maceió, Alagoas, Brasil, e utilizando, como categoria analítica fundamental, o processo de trabalho em saúde. O objetivo geral foi analisar a potencialidade criadora e transformadora do trabalho cotidiano de equipes de Saúde da Família e sua relação com a construção de um modelo de atenção sustentado pelos princípios do Sistema Único de Saúde. Para isso, desenvolveu-se uma investigação de abordagem qualitativa, em duas fases, com a utilização de técnicas e instrumentos de pesquisa para coleta de dados quantitativos e qualitativos, que se complementaram para compreensão do problema investigado. Na primeira fase do estudo, a situação de saúde do município foi apresentada e analisada a partir de dados secundários acessados das principais fontes de indicadores sociais e de saúde municipais, regionais e nacionais. Na segunda fase, desenvolveu-se a técnica do Grupo Focal com trabalhadores de 13 equipes, atuantes em 8 Unidades de Saúde da Família de Maceió, com utilização do fluxograma analisador do modelo de atenção, para apropriação de dados referentes à configuração e potencialidade das práticas. O tratamento e interpretação dos dados foram desenvolvidos, orientando-se pelo método da análise temática e inspirados em princípios da hermenêutica e dialética, que permitiram a compreensão crítica da configuração e potencialidade do processo de trabalho, captando seu caráter histórico, cíclico e dinâmico.Os resultados evidenciaram que os trabalhadores enfrentam uma realidade marcada por grave situação de vulnerabilidade e risco social da população, principalmente relacionados às precárias condições de vida e desencadeados pela profunda desigualdade social, que repercutem negativamente sobre o quadro de morbimortalidade e o acesso aos serviços. A configuração do trabalho mostrou-se limitada à normatização instituída pela Estratégia Saúde da Família, mas apresenta aberturas impulsionadas pelo vínculo construído com a comunidade, produzindo múltiplas linhas de fuga informais, que se articulam no sentido de garantir a resolubilidade da atenção. Embora o trabalho vivo esteja capturado a normas e protocolos, que evidencia o predomínio do modelo biomédico e das tecnologias duras e leve-duras no cotidiano do trabalho, foram observadas múltiplas potencialidades para transformação positiva do modelo de atenção, no sentido da integralidade. A visão crítica sobre o contexto social da realidade na qual a população está inserida, o exercício do trabalho em equipe multiprofissional, o esforço no desenvolvimento de ações intersetoriais para solução dos problemas e a valorização de ações preventivas e de promoção da saúde são alguns exemplos de potencialidades identificadas. Os laços de afeto desenvolvidos entre equipes e comunidades propulsionam uma potencialidade que sinaliza disparar as demais: a abertura para o território das tecnologias leves, de acolhimento, escuta e diálogo, resultante da produção permanente de relações de confiança, compromisso e responsabilidade do trabalhador com a comunidade. A conclusão do estudo aponta que os trabalhadores vivenciam um momento de travessia, em que o modelo biomédico se confronta com novos modos de fazer.Nesse movimento, o estudo contribui ao mapear os pontos sensíveis da travessia, funcionando como instrumento para alavancar processos de empoderamento dos trabalhadores sobre sua prática, que conduzam a um modelo comprometido com a integralidade da atenção à saúde.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.04.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Débora de Souza; MISHIMA, Silvana Martins. Potencial criador e transformador do trabalho em saúde para (re)configuração de modelos de atenção. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/83/83131/tde-08012015-153615/pt-br.php >.
    • APA

      Santos, D. de S., & Mishima, S. M. (2014). Potencial criador e transformador do trabalho em saúde para (re)configuração de modelos de atenção. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/83/83131/tde-08012015-153615/pt-br.php
    • NLM

      Santos D de S, Mishima SM. Potencial criador e transformador do trabalho em saúde para (re)configuração de modelos de atenção [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/83/83131/tde-08012015-153615/pt-br.php
    • Vancouver

      Santos D de S, Mishima SM. Potencial criador e transformador do trabalho em saúde para (re)configuração de modelos de atenção [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/83/83131/tde-08012015-153615/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021