Exportar registro bibliográfico

Remoção e degradação de alquilbenzeno linear sulfonado de água residuária de lavanderia diluída em esgoto sanitário (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated author: FARIA, CLARA VIEIRA DE - EESC
  • School: EESC
  • Sigla do Departamento: SHS
  • Subjects: ÁGUAS RESIDUÁRIAS; ESGOTOS SANITÁRIOS; GRANULOMETRIA; SURFACTANTES; REATORES ANAERÓBIOS
  • Language: Português
  • Abstract: A remoção do surfactante Alquilbenzeno Linear Sulfonado (LAS) de água residuária de lavanderia comercial foi estudada em EGSB (Expanded granular sludge bed). Essa água residuária foi diluída em esgoto sanitário. O volume útil do reator era de 1,8 L. Toda a operação ocorreu em condições mesofílicas, para TDH (tempo de detenção hidráulica) de 36 horas, velocidade ascensional de 4 m/h e vazão de recirculação de 8,5 Uh. A água residuária de lavanderia era diluída até que se atingisse aproximadamente 20 rng/L de LAS na r alimentação dô reator. O sistema foi operado em três fases. Na primeira fase de operação usou-se água de abastecimento para diluir a água residuária de lavanderia; na segunda fase utilizou-se uma mistura de água de abastecimento e esgoto sanitário para diluição da água residuária de lavanderia, sendo que 50 % da composição era esgoto sanitário; e, por fim, na última fase de operação utilizou-se apenas esgoto sanitário como diluente da água residuária. Na primeira fase foi necessária adição de bicarbonato de sódio como agente tamponante. Em todas as fases aplicou-se DQO (demanda química de oxigênio) e LAS afluente de 341 ± 216 mg/L e 18,8 ± 7,3 mg/L, respectivamente. A adição do esgoto sanitário afetou a remoção do surfactante, o que na fase inicial (Fase I) representou 77,2 ± 14,9 % e na fase final (Fase 111) passou a ser 55,3 ± 18,4 % de remoção de LAS. No entanto, ao passo que a remoção de LAS diminuiu, a remoção de DQO aumentou de 57 ± 16 % para 65 ± 10 %, respectivamente, para a Fase I e Fase 111.Além disso, devido a adição de esgoto sanitário verificou-se aumento do tamanho dos grânulos, de 3,67 ± 1,83 mm (Fase I) para 4,97 ± 1,99 mm (Fase 11); e também da concentração de sólidos totais no reator, de 5,79 g/L (Etapa I) para 9,50 g/L (Fase 111).Por meio do balanço de massa de LAS verificou-se remoção de 69 % de LAS,sendo que 67 % foram removidos por degradação e 2 % por adsorção do mesmo na biomassa. Por fim, por meio das análises por CGIEM (Cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas) observou-se 17 substâncias no afluente e apenas 4 no efluente, tais como, mercaptanas, hidrocarbonetos, aminas e amidas. A maioria delas são tóxicas aos organismos aquáticos e estão presentes em produtos de limpeza e higiene pessoal
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.04.2015
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FARIA, Clara Vieira de; VARESCHE, Maria Bernadete Amancio. Remoção e degradação de alquilbenzeno linear sulfonado de água residuária de lavanderia diluída em esgoto sanitário. 2015.Universidade de São Paulo, São Carlos, SP, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-26052015-164155/pt-br.php >.
    • APA

      Faria, C. V. de, & Varesche, M. B. A. (2015). Remoção e degradação de alquilbenzeno linear sulfonado de água residuária de lavanderia diluída em esgoto sanitário. Universidade de São Paulo, São Carlos, SP. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-26052015-164155/pt-br.php
    • NLM

      Faria CV de, Varesche MBA. Remoção e degradação de alquilbenzeno linear sulfonado de água residuária de lavanderia diluída em esgoto sanitário [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-26052015-164155/pt-br.php
    • Vancouver

      Faria CV de, Varesche MBA. Remoção e degradação de alquilbenzeno linear sulfonado de água residuária de lavanderia diluída em esgoto sanitário [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-26052015-164155/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020