Exportar registro bibliográfico

Estudo comparativo da interação celular entre quatro tipos de implantes dentários (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: ALVES, FABIANA FERREIRA - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODC
  • Subjects: OSSEOINTEGRAÇÃO; OSTEOBLASTO; CÉLULAS DO OSSO ALVEOLAR; TITÂNIO (ODONTOLOGIA); IMPLANTES DENTÁRIOS
  • Keywords: Implantes Dentários; Osseointegração; Osteoblastos; Propriedades de Superfície; Titânio
  • Language: Português
  • Abstract: O tratamento de superfície dos implantes dentários é um critério importante para a osseointegração. Considerando a variedade de modificações das superfícies encontradas, estas podem acelerar ou melhorar o processo de osseointegração. Para tanto foram estudadas as características da composição química e a rugosidade, a partir das quais foram encontradas diferentes respostas celulares em estudos comparativos in vitro. O objetivo deste estudo foi comparar a adesão e o crescimento dos OSTEO-1 em implantes dentários com diferentes tratamentos de superfície. Foram utilizados quatro tipos de implantes dentários comercialmente disponíveis, com os seguintes tratamentos de superfície: (A) jateamento e condicionamento ácido com revestimento de fosfato e cálcio (CaP); (B) duplo condicionamento ácido; (C) condicionamento ácido; (D) oxidação anódica. Os implantes de mesmo tamanho foram fixados com dispositivo biocompatível no fundo dos poços das placas de cultura de 12 poços e cobertas com meio de cultura de células. Os OSTEO-1 foram colocados no corpo do implante. Nos períodos de 24, 48 e 72 horas mais tarde, as culturas foram submetidas ao ensaio de redução de MTT para avaliar a viabilidade celular. Os dados foram utilizados para analisar a adesão celular (24h) e para obter as curvas de crescimento das células (24, 48 e 72h).Os experimentos foram realizados em triplicata. Os dados foram comparados por ANOVA, complementado pelo teste de Tukey (p <0,05). Os OSTEO-1 aderiram ao corpo de todos os tipos de implantes testados. A maior taxa de crescimento celular foi observada em culturas semeadas sobre tratamento de superfície A. O menor crescimento celular foi apresentado por culturas semeadas no tratamento de superfície D (p <0,05). Com base nesta investigação in vitro é possível concluir que todos os implantes dentários testados, independentemente do tratamento de superfície, não são citotóxicos para os OSTEO-1. No entanto, as características físico-químicas do tipo de tratamento de superfície dos implantes dentários influencia o crescimento celular. A superfície A pareceu ter o comportamento mais compatível com os OSTEO-1, uma vez que promoveu mais crescimento celular.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.02.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALVES, Fabiana Ferreira; HOMEM, Maria da Graça Naclerio. Estudo comparativo da interação celular entre quatro tipos de implantes dentários. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23149/tde-15042015-120347/ >.
    • APA

      Alves, F. F., & Homem, M. da G. N. (2015). Estudo comparativo da interação celular entre quatro tipos de implantes dentários. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23149/tde-15042015-120347/
    • NLM

      Alves FF, Homem M da GN. Estudo comparativo da interação celular entre quatro tipos de implantes dentários [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23149/tde-15042015-120347/
    • Vancouver

      Alves FF, Homem M da GN. Estudo comparativo da interação celular entre quatro tipos de implantes dentários [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23149/tde-15042015-120347/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021