Exportar registro bibliográfico

Comportamento silvicultural de espécies nativas usadas no enriquecimento artificial de florestas alteradas na Amazônia, visando potencializar a exploração econômica da Reserva Legal (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: ERDMANN, ANDREIA ALVES - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCF
  • Subjects: FLORESTAS TROPICAIS; SILVICULTURA; ÁRVORES FLORESTAIS; ECOLOGIA FLORESTAL
  • Keywords: Restauração ecológica
  • Language: Português
  • Abstract: O Brasil é hoje um dos maiores produtores de madeira nativa do mundo. A demanda por este produto é cada vez maior perante a diminuição da oferta e supervalorização das madeiras de crescimento lento, tornando a silvicultura de espécies nativas um desafio, pois não existem estudos suficientes relacionados à produção de mudas, estabelecimento, crescimento e manejo florestal dessas espécies madeireiras. Neste contexto, este trabalho teve como objetivo avaliar a influência do microssítio na sobrevivência e crescimento de espécies nativas madeireiras utilizadas no enriquecimento artificial de florestas remanescentes na Amazônia (Pará), definidas como Reserva Legal (RL) da propriedade, mas que sofreram exploração madeireira recente, visando recompor e potencializar a exploração econômica dessas áreas. As espécies objeto desse trabalho, que foram usadas no enriquecimento artificial da RL, são: Carapa guianensis, Cedrela fissilis, Cordia goeldiana, Handroanthus serratifolius e Hymenaea courbaril. Essas espécies foram plantadas em abril de 2012 e avaliadas aos 9 e 19 meses após o plantio. Com o objetivo de identificar o momento que essas espécies são mais susceptíveis e que condições do microssítio influenciaram a mortalidade, foram caracterizadas as árvores circundantes à cada muda plantada, a taxa de herbivoria da muda, a possível competição com trepadeiras e plântulas, as aberturas no dossel sobre a muda e a luz difusa incidente. Para testar o efeito da espécie e do tempo namortalidade das mudas, foi ajustado um modelo linear generalizado misto de análise de variância. Para testar a independência entre a sobrevivência e as variáveis ordinais do microssítio, foram construídas tabelas de contingência bidimensionais e aplicados os correspondentes testes de qui-quadrado. As análises demonstraram que a Carapa guianensis foi a espécie com maior mortalidade nos primeiros meses pós-plantio. Além disso, a mortalidade das espécies foi independente dos fatores luz difusa, árvores circundantes às mudas, trepadeiras e plântulas. Entretanto, a mortalidade de Carapa guianensis, Cedrela fissilis, Cordia goeldiana e Hymenaea courbaril foi explicada pelo vigor das mudas na fase inicial; a mortalidade de Cordia goeldiana foi explicada pela herbivoria; Carapa guianensis e Handroanthus serratifolius tiveram a mortalidade influenciada pela abertura no dossel. Afim de identificar os fatores do microssítio limitantes no crescimento das espécies, foram caracterizadas a herbivoria das mudas, a competição com trepadeiras, a competição com plântulas e luz difusa incidente. Para análise estatística, foram considerados modelos lineares de efeitos mistos para a altura, considerando as variáveis do microssítio. A herbivoria não interferiu no crescimento das espécies avaliadas. A luz direta na muda e a luz difusa alta foram significativas para o crescimento das espécies. Cordia goeldiana, Handroanthus serratifolius e Hymenaea courbaril tiveram crescimento máximo com avariável luz direta. As espécies avaliadas tiveram maior crescimento em locais com mais trepadeiras, provavelmente a maior incidência de luz tenha possibilitado o crescimento das trepadeiras e das espécies plantadas. As interações muita trepadeira x luz difusa alta e muita trepadeira x luz direta tiveram efeito negativo no crescimento de Hymenaea courbaril. O crescimento de Cordia goeldiana foi afetado negativamente pelo número de plântulas circundantes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.03.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ERDMANN, Andreia Alves; RODRIGUES, Ricardo Ribeiro. Comportamento silvicultural de espécies nativas usadas no enriquecimento artificial de florestas alteradas na Amazônia, visando potencializar a exploração econômica da Reserva Legal. 2015.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-29042015-155113/ >.
    • APA

      Erdmann, A. A., & Rodrigues, R. R. (2015). Comportamento silvicultural de espécies nativas usadas no enriquecimento artificial de florestas alteradas na Amazônia, visando potencializar a exploração econômica da Reserva Legal. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-29042015-155113/
    • NLM

      Erdmann AA, Rodrigues RR. Comportamento silvicultural de espécies nativas usadas no enriquecimento artificial de florestas alteradas na Amazônia, visando potencializar a exploração econômica da Reserva Legal [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-29042015-155113/
    • Vancouver

      Erdmann AA, Rodrigues RR. Comportamento silvicultural de espécies nativas usadas no enriquecimento artificial de florestas alteradas na Amazônia, visando potencializar a exploração econômica da Reserva Legal [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-29042015-155113/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021