Exportar registro bibliográfico

Efeito do laser de baixa potência na regeneração nervosa após tubulização em ratos normais e expostos cronicamente ao álcool (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: DIAS, DANIEL VENTURA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCA
  • Subjects: REGENERAÇÃO (FENÔMENOS BIOLÓGICOS); LASER NÃO CIRÚRGICO; DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO
  • Language: Português
  • Abstract: As lesões nervosas periféricas são frequentes na prática clínica, sendo várias as suas causas, que vão desde o alcoolismo crônico ao trauma. Vários tratamentos têm sido utilizados para auxiliar na regeneração nervosa, dentre eles o laser de baixa potência, que tem demonstrado resultados promissores. O objetivo deste estudo foi verificar o efeito do tratamento de laser de baixa potência na regeneração do nervo isquiático após tubulização em ratos normais ou alcoolizados. Foram utilizados 60 ratos wistar, divididos aleatoriamente em seis grupos (n=10), sendo Controle normal (CN), Controle alcoolizado (CA), Tubulização normal (TN), Tubulização alcoolizado (TA), Tubulização normal laser (TNL) e Tubulização alcoolizado laser (TAL). Os animais dos grupos tubulizados tiveram a retirada de um segmento de 10 mm de comprimento do nervo isquiático e posteriormente foram reparados com enxerto de veia jugular externa. O tratamento com laser de baixa potência (AsGa,830 nm, 4 J/cm2, 30 mW e 0,07 cm2) iniciou-se 24h após o reparo nervoso. Após cento e cinquenta dias, amostras do nervo isquiático e dos músculos sóleo e extensor longo dos dedos foram coletadas para a análise histológica e morfométrica. Estudos de condução nervosa foram realizados por eletrofisiologia. A recuperação funcional foi avaliada pela análise funcional da marcha. Na análise estatística os grupos foram comparados por análise de variância, sendo considerado estatisticamente significante os valores de p<0,05. Os resultados da análise nervosa e muscular demonstraram que o laser influenciou positivamente na regeneração nervosa nos animais alcoolizados, mas não influenciou nos animais normais. O álcool isoladamente teve um efeito negativo em todas as análises histológicas dos nervos periféricos entre os grupos controles. Na análise eletrofisiológica o álcool demonstrou um retardo na velocidade de conduçãonervosa, indicando que o consumo crônico de álcool provoca neuropatia periférica. Na análise funcional da marcha animais alcoolizados obtiveram diminuição na recuperação funcional da marcha. Este estudo conclui que o tratamento de laser de baixa potência não acelerou a regeneração de nervos reparados pela técnica de tubulização em ratos normais, entretanto induziu melhora na regeneração nervosa nos animais alcoolizados.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.10.2014

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DIAS, Daniel Ventura; TIRAPELLI, Luis Fernando. Efeito do laser de baixa potência na regeneração nervosa após tubulização em ratos normais e expostos cronicamente ao álcool. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Dias, D. V., & Tirapelli, L. F. (2014). Efeito do laser de baixa potência na regeneração nervosa após tubulização em ratos normais e expostos cronicamente ao álcool. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Dias DV, Tirapelli LF. Efeito do laser de baixa potência na regeneração nervosa após tubulização em ratos normais e expostos cronicamente ao álcool. 2014 ;
    • Vancouver

      Dias DV, Tirapelli LF. Efeito do laser de baixa potência na regeneração nervosa após tubulização em ratos normais e expostos cronicamente ao álcool. 2014 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021