Exportar registro bibliográfico

Expressão de HLA-G e polimorfismos da região 3` não traduzida do respectivo gene em pacientes com tumores da glândula tireoide (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: FEITOSA, NATHALIE LÔBO DE FIGUEIREDO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: ANTÍGENOS HLA; GLÂNDULA TIREOIDE; IMUNOHISTOQUÍMICA
  • Language: Português
  • Abstract: O carcinoma de tireoide é a neoplasia maligna mais comum do sistema endócrino. Os tumores malignos da tireoide têm apresentação clínica variável. É de grande importância no momento do diagnóstico, identificar quais pacientes possuem alto risco de recorrência e mortalidade. O HLA-G é uma molécula do Complexo Principal de Histocompatibilidade não-clássica de distribuição restrita a determinados tecidos e com propriedades imunorregulatórias. Sua expressão em células tumorais tem sido considerada prejudicial, permitindo progressão da doença. Neste trabalho, objetivamos (1) avaliar a expressão do HLA-G em tecido tireoidiano normal, bócio, neoplasias benigna e malignas da tireoide; (2) estudar sua associação com os parâmetros clínicos; (3) avaliar a diversidade genética da região 3` não traduzida (3`NT) do HLA-G; (4) associar os polimorfismos encontrados com o desfecho clínico e (5) correlacionar alelos/haplótipos dessa região com sua magnitude da expressão. A expressão de HLA-G foi estudada através de imunoistoquímica. A porcentagem de células marcadas foi graduada de 0 a 3+. A tipificação dos sítios polimórficos da região 3`NT foi realizada por sequenciamento. Observamos que o HLA-G é expresso de forma muito leve em tecido tireoidiano normal (TN) e bócio (BC), apenas em áreas hiperplásicas. No carcinoma papilifero (CPT), folicular (CFT) e adenoma folicular (AF), a porcentagem de células marcadas foi significativamente maior comparada a TN e BC (P<0,001 para cada comparação). A área tumoral com expressão de HLA-G foi maior no CFT(P=0,0059) e no CPT(P=0,0330) comparado ao AF. Nos pacientes com CPT tamanho tumoral (P=0,03) e subtipos histológicos mais agressivos (P=0,006) foram associados a maior expressão de HLA-G. Não observamos associação com sobrevida livre de doença. Pacientes com CPT apresentam polimorfismos que contribuem para maior produção de HLA-Gcomparado ao BC e/ou controle: 14pbDEL(P=0,03), +3010G(P=0,034), +3010CG(P=0,044), +3142CG(P=0,04), +3035C(P=0,05), +3187GG(P=0,032). CFT apresentou maior frequência de 14pbDEL/INS comparado ao controle (P=0,02). BC apresentou maior frequência de polimorfismos associados a menor produção de HLA-G comparado ao CPT: 14pbINS/INS(P=0,05), +3010CC(P=0,004), +3142GG(P-0,004) e +3142G(P=0,03). As frequências das variações nucleotídicas +3003C/T, +3027A/C e +3196C/G não apresentaram diferenças. O haplótipo UTR-5 foi mais prevalente no BC (P=0,05) e tende a ser também no controle (P=0,06) comparado ao CPT. O genótipo +3003TT foi mais frequente em pacientes com CPT com mais de 45 anos (P=0,03). Pacientes do sexo masculino apresentaram maior prevalência de 3196GG(P=0,04) e multicentricidade foi associada a UTR-2 (P=0,03). Considerando CPT e CFT juntos, tamanho tumoral menor do que 2cm foi associado ao genótipo INS/INS(P=0,03) e multicentricidade associada aos genótipos +3035CC(P=0,03) e +3196GG(P=0,03). Os polimorfismos encontrados não foram associados ao estadiamento, metástases ao diagnóstico, subtipo histológico, invasão ou recidiva do carcinoma. Os resultados mostram um aumento gradual da expressão do HLA-G de áreas hiperplásicas até áreas carcinomatosas, além do achado de polimorfismos da região 3`NT do HLA-G associados a maior magnitude de produção desse gene em neoplasias malignas. A expressão proteica e os polimorfismos também foram associados a algumas variáveis implicadas em pior prognóstico, corroborando com o papel desfavorável do HLA-G em tumores tireoidianos, facilitando a evasão e progressão tumoral.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.11.2014

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FEITOSA, Nathalie Lobo de Figueiredo; MACIEL, Léa Maria Zanini. Expressão de HLA-G e polimorfismos da região 3` não traduzida do respectivo gene em pacientes com tumores da glândula tireoide. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Feitosa, N. L. de F., & Maciel, L. M. Z. (2014). Expressão de HLA-G e polimorfismos da região 3` não traduzida do respectivo gene em pacientes com tumores da glândula tireoide. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Feitosa NL de F, Maciel LMZ. Expressão de HLA-G e polimorfismos da região 3` não traduzida do respectivo gene em pacientes com tumores da glândula tireoide. 2014 ;
    • Vancouver

      Feitosa NL de F, Maciel LMZ. Expressão de HLA-G e polimorfismos da região 3` não traduzida do respectivo gene em pacientes com tumores da glândula tireoide. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021