Exportar registro bibliográfico

Impacto da adição de antioxidantes na prevenção de danos oocitários e embrionários induzidos por fluido folicular de mulheres inférteis com endometriose leve (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: GIORGI, VANESSA SILVESTRE INNOCENTI - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGO
  • Subjects: ENDOMETRIOSE; INFERTILIDADE FEMININA; ANTIOXIDANTES
  • Language: Português
  • Abstract: Os mecanismos etiopatogênicos envolvidos na infertilidade relacionada à endometriose leve (EL) permanecem pouco elucidados, sendo questionado um possível envolvimento do estresse oxidativo (EO). Os objetivos primários deste trabalho foram comparar o efeito da adição dos antioxidantes L-carnitina (LC) e N-acetil-cisteína (NAC) ao meio de maturação in vitro (MIV) suplementado com fluido folicular (FF) de mulheres inférteis com EL e sem endometriose sobre o fuso meiótico oocitário e o desenvolvimento embrionário, utilizando modelo bovino. FF sem a presença de sangue e contendo um oócito maduro foi obtido de 22 mulheres inférteis (11 casos e 11 controles) durante a captação oocitária para ICSI. Oócitos bovinos imaturos foram submetidos a MIV divididos em 9 grupos: sem FF (MP), com a adição de 1% de FF de mulheres inférteis sem endometriose (FFC) e com EL (FFE), com a adição de LC (C+LC e E+LC) ou NAC (C+NAC e E+NAC) ou de ambos antioxidantes (C+2Ao e E+2Ao). Para análise de anomalias meióticas, depois de 22-24 h de MIV, os oócitos foram desnudados, fixados e marcados com fluorescência para a visualização de microtúbulos e cromatina por microscopia confocal; nove replicaras foram realizadas usando um pool de FF de cada grupo. Para a análise do impacto do FF sobre a qualidade embrionária, depois de 22-24 h de MIV, os oócitos foram submetidos a fertilização in vitro (FIV) e foram comparadas as taxas de clivagem, formação e eclosão de blastocistos nos 9 grupos. Foram realizadas 5 replicatas de FIV. O grupo FFE apresentou a menor porcentagem de oócitos em metáfase II (MII) normais (51,35%), a menor taxa de clivagem (50,54%) e a menor taxa de eclosão total de blastocistos (37,50%) comparado com os grupos MP (86,36%; 65,00%; 60,53%, respectivamente) e FFC (83,52%; 61,46%; 57,14%, respectivamente). A taxa de formação de blastocistos foi semelhante nos grupos FFC (29,17%)e FFE (25,81%), que diferiram do grupo MP (38,00%). A adição de antioxidantes aos grupos com FF controle não alterou a taxa de MII normais [C+NAC (80,95%), C+LC (90,22%), C+2Ao (81,03%)], nem as taxas de clivagem [C+NAC (57,14%), C+LC (56,12%), C+2Ao (60,40%)] e de formação de blastocistos [C+NAC (26,53%), C+LC (34,69%), C+2Ao (32,67%)], mas a NAC melhorou a porcentagem de eclosão de blastocistos (76,92%). Comparado ao grupo FFE, os grupos E+NAC, E+LC e E+2Ao melhoraram a porcentagem de MII normais [E+NAC (62,22%), E+LC (80,61%), E+2Ao (61,40%)] e a taxa de eclosão de blastocistos [E+NAC (75,00%), E+LC (56,25%), E+2Ao (61,54%)]; contudo, a taxa de formação de blastocistos apresentou aumento apenas no grupo E+NAC (37,11%), que também foi superior aos grupos E+LC e E+2Ao na eclosão de blastocistos. De outro lado, E+LC foi superior a E+NAC e E+2Ao sobre a porcentagem de MII normais. Portanto, o FF de pacientes inférteis com EL provoca danos meióticos em oócitos bovinos maturados in nitro e prejudica o desenvolvimento de embriões oriundos destes oócitos, que são prevenidos ou minimizados pela adição dos antioxidantes LC e NAC. Nossos dados sugerem que o EO e, possivelmente, a disfunção do metabolismo de ácidos graxos e/ou disfunção mitocondrial são prováveis mecanismos envolvidos na piora da qualidade oocitária em pacientes com EL, sendo que o antioxidante LC foi superior em prevenir os danos meióticos oocitários e a NAC teve um papel mais relevante sobre a melhora da taxa de eclosão de blastocistos.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.11.2014

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GIORGI, Vanessa Silvestre Innocenti; NAVARRO, Paula Andréa de Albuquerque. Impacto da adição de antioxidantes na prevenção de danos oocitários e embrionários induzidos por fluido folicular de mulheres inférteis com endometriose leve. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Giorgi, V. S. I., & Navarro, P. A. de A. (2014). Impacto da adição de antioxidantes na prevenção de danos oocitários e embrionários induzidos por fluido folicular de mulheres inférteis com endometriose leve. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Giorgi VSI, Navarro PA de A. Impacto da adição de antioxidantes na prevenção de danos oocitários e embrionários induzidos por fluido folicular de mulheres inférteis com endometriose leve. 2014 ;
    • Vancouver

      Giorgi VSI, Navarro PA de A. Impacto da adição de antioxidantes na prevenção de danos oocitários e embrionários induzidos por fluido folicular de mulheres inférteis com endometriose leve. 2014 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021