Exportar registro bibliográfico

Evolução de Staurozoa (Cnidaria): inferências moleculares, morfológicas e de cnidoma (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: MIRANDA, LUCÍLIA SOUZA - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIZ
  • Subjects: COELENTERATA; EVOLUÇÃO; MORFOLOGIA ANIMAL; FILOGENIA; ZOOLOGIA (CLASSIFICAÇÃO); HISTOLOGIA; BIOGEOGRAFIA
  • Keywords: Phylogeny; Histology; Nematocistos; Nematocysts
  • Language: Português
  • Abstract: Staurozoa é uma das cinco classes atuais do filo Cnidaria. Nesta tese, propomos um estudo integrado da evolução de Staurozoa englobando dados moleculares, morfológicos e de cnidoma. Visando abordar estes diferentes aspectos, este projeto teve como objetivos inferir (1) o relacionamento evolutivo entre as espécies de Staurozoa; (2) a evolução do plano corporal de Staurozoa; e (3) o significado taxonômico/evolutivo do cnidoma para classe. O capítulo "Global diversity and phylogenetic systematics of stalked jellyfishes (Cnidaria: Staurozoa)" propõe uma hipótese filogenética para representantes da classe Staurozoa. Esta hipótese balizou uma extensa revisão da classificação do grupo. O estudo apresenta ainda uma revisão histórica da classe, incluindo dados de taxonomia, diversidade, distribuição geográfica e batimétrica, uso do substrato, alimentação, comportamento, ciclo de vida e conservação. No capítulo "Evolution of the body plan in Staurozoa (Cnidaria): a comparative histological study", a anatomia interna de 10 espécies foi analisada evolutivamente com base na nossa proposta filogenética molecular para a classe. Caracteres pouco estudados para o grupo foram detalhados de forma comparativa e suas possíveis funções discutidas. A evolução dos nematocistos em Staurozoa é analisada no capítulo "Phylogenetic signal of nematocysts in Staurozoa (Cnidaria)". Dados de 17 espécies foram analisados com base em nossa hipótese filogenética. Por meio de dados de morfometriatradicional e geométrica, concluímos que há um sinal filogenético significativo nos nematocistos dos tentáculos secundários, o que não ocorre no tipo de nematocisto encontrado nas baterias subumbrelares. A possível relação entre o sinal filogenético e o desenvolvimento dos nematocistos em Staurozoa é discutida, assim como possíveis pressões evolutivas envolvidas na presença e ausência de sinal filogenético
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.10.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MIRANDA, Lucília Souza; MARQUES, Antonio Carlos. Evolução de Staurozoa (Cnidaria): inferências moleculares, morfológicas e de cnidoma. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-26012015-153211/ >.
    • APA

      Miranda, L. S., & Marques, A. C. (2014). Evolução de Staurozoa (Cnidaria): inferências moleculares, morfológicas e de cnidoma. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-26012015-153211/
    • NLM

      Miranda LS, Marques AC. Evolução de Staurozoa (Cnidaria): inferências moleculares, morfológicas e de cnidoma [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-26012015-153211/
    • Vancouver

      Miranda LS, Marques AC. Evolução de Staurozoa (Cnidaria): inferências moleculares, morfológicas e de cnidoma [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-26012015-153211/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021