Exportar registro bibliográfico

Avaliação da atividade de jacalina nos diferentes estágios da carcinogênese experimental do cólon (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GERALDINO, THAÍS HERRERO - FMRP
  • Unidades: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: NEOPLASIAS DO COLON; LECTINAS DE PLANTAS; ADJUVANTES IMUNOLÓGICOS
  • Language: Português
  • Abstract: O câncer de cólon (CC) é o terceiro tipo de câncer mais comum e a quarta causa mais frequente de morte por câncer no mundo. Seu desenvolvimento é lento e apresenta uma história natural de transição, de criptas normais a adenoma e então adenocarcinoma, possibilitando grandes oportunidades de prevenção e intervenção. Embora a detecção precoce de lesões invasivas e pólipos adenomatosos precursores reduzam a morbi-mortalidade, poucos casos de CC são diagnosticados em estágios iniciais. No microambiente tumoral, em adição às células cancerosas e ao estroma circundaste, existem células da imunidade inata e adaptativa. As interações estabelecidas entre essas células em cada etapa da tumorigênese são cruciais em determinar a direção que o balanço entre inflamação promotora de tumor ou imunidade anti-tumor irá seguir. Alterações de glicosilação celular, as quais incluem o aumento da expressão de antígenos TF, são comumente observadas em neoplasias malignas, incluindo o câncer de cólon. Jacalina, lectina de A. heterophyllus, reconhece antígenos TF e apresenta efeito anti-proliferativo sobre células de câncer de cólon humanas, além de atividade imunomoduladora. No presente trabalho, utilizamos modelos murino de carcinogênese de cólon induzida quimicamente para investigar a atividade de jacalina sobre os diferentes estágios da carcinogênese. Camundongos C57BL/6 foram expostos à ação de carcinógenos químicos (MNNG e AOM) para a indução das lesões pré-neoplásicas e neoplásicas. O tratamento quimiopreventivo com jacalina antecedeu em duas semanas a primeira aplicação dos carcinógenos. Já o tratamento das lesões pré-neoplásicas e neoplásicas estabelecidas tiveram inicio 6 ou 20 semanas após a primeira aplicação dos carcinógenos, respectivamente. A lectina foi administrada oralmente por gavagem e diferentes protocolos de tratamento foram utilizados em cadaestágio do desenvolvimento tumoral. Nossos resultados in vitro demonstraram que jacalina tem efeito inibitório direto sobre a viabilidade de células tumorais, induzindo apoptose e necrose após 24h de estimulação. Em ensaios in vivo, o tratamento com jacalina reduziu a proliferação das células epiteliais colônicas em todos os estágios da carcinogênese. Na quimioprevenção, a inibição da resposta proliferativa comprometeu a progressão tumoral, como evidenciado pela redução do número de focos de criptas aberrantes. Ainda que administração de jacalina após o desenvolvimento de lesões pré-neoplásicas tenha restaurado o índice de proliferação celular aos níveis normais, não foi suficiente para reduzir o número de lesões. Nos estágios tardios, após o estabelecimento do tumor, embora a incidência e morfologia tumorais não tenham sido afetadas pelo tratamento, grandes áreas de necrose e células apoptóticas foram observadas nos tumores. Além disso, observamos que a jacalina reduziu a expressão de COX-2 por células estromais e aumentou significativamente a produção intestinal de TNF em praticamente todas as etapas da carcinogênese colônica. Além dos níveis aumentados de TNF, outras citocinas envolvidas na promoção e progressão do tumor foram diferentemente reguladas por jacalina nos diferentes estágios e modelos de carcinogênese. Em conjunto, nossos resultados demonstram que jacalina exerce efeitos diretos sobre células tumorais, assim como indiretos, modulando de maneira distinta o microambiente a favor da geração de respostas anti-tumorais nas diferentes etapas da carcinogênese colônica. Os resultados evidenciam a atividade quimiopreventiva de jacalina nas fases iniciais e a sua potencial atividade anti-tumoral nas fases mais tardias da tumorigênese de cólon.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.10.2014

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GERALDINO, Thais Herrero; BISSON, Gabriela Silva. Avaliação da atividade de jacalina nos diferentes estágios da carcinogênese experimental do cólon. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Geraldino, T. H., & Bisson, G. S. (2014). Avaliação da atividade de jacalina nos diferentes estágios da carcinogênese experimental do cólon. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Geraldino TH, Bisson GS. Avaliação da atividade de jacalina nos diferentes estágios da carcinogênese experimental do cólon. 2014 ;
    • Vancouver

      Geraldino TH, Bisson GS. Avaliação da atividade de jacalina nos diferentes estágios da carcinogênese experimental do cólon. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020