Exportar registro bibliográfico

Sistemas lipossomais como carregadores de compostos derivados do ácido 3-(3,4,5-trimetoxifenil) propanoico: padronização, caracterização biofísica e avaliação do potencial leishmanicida (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CURY, THUANNY ALEXANDRA CAMPOS - FMRP
  • Unidades: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: LEISHMANIA; LIPOSSOMOS; BIOFÍSICA
  • Language: Português
  • Abstract: A Leishmaniose é uma doença cansada por protozoários do género Leishmania, que são transmitidos entre os hospedeiros através da picada de fêmeas flebotomíneas, passando a viver como um parasito intracelular. A Leishmaniose ainda está classificada dentre as doenças negligenciadas, havendo a necessidade de desenvolver estudos para o diagnóstico, tratamento e controle da doença. Neste trabalho, foram testados compostos derivados do ácido 3-(3,4,5-trimetoxifenil) propanoico, inicialmente extraídos de Piper tuberculatum Jacq., em culturas de L. amazonensis em sua forma promastigota. O composto B2 (que tem uma insaturação adicional na estrutura) levou à uma redução de 92% das leishmanias em 96 horas de tratamento. Baseando neste resultado, foi realizada a construção de sistemas lipossomais para carrear estes compostos através do método de extrusão e avaliadas quanto à potencial ação leishmanicida, mais eficiente, empregando-se concentrações menores e, eliminando o uso de DMSO. Lipossomos de diferentes constituições, na presença e ausência dos compostos B2, I9 (ausência de dois grupos metóxi) ou Tl9 (presença de um grupo éster) foram caracterizados por métodos de biofísica, avaliando seus diâmetros, estabilidade, temperatura de transição de fase lipídica e carga superficial. Todos os lipossomos apresentaram diâmetro próximo de 100 nm, com populações monodispersas e permaneceram estáveis por pelo menos 4 dias quando estacados à 4 °C. Além disso, apresentaram valores de Potencial Zeta superiores à 30 mV (em móldulo), resultando em estabilidade tanto em pH 6,3 ou 7,5. Os termogramas dos lipossomos sem os compostos apresentaram parâmetros similares aos dados da literatura e a presença dos compostos gerou alterações nesses parâmetros, indicando que houve uma interação destes com a bicamada lipídica. Estas mudanças (em ‘delta’H, ‘T INd. m’ e‘delta’’T IND.1/2’) foram maiores quanto maior foi a característica hidrofóbica do composto usado. Os ensaios desses sistemas lipossomais com B2 em culturas de L. amazonensis no tempo de 48 h, foram mais eficientes, reduzindo cerca de 7 vezes mais o número de parasitas quando apresentavam cargas negativas superficiais, provavelmente promovendo uma maior interação e entrega dos compostos. Os lipossomos na presença de B2, I9 ou T19 levaram a uma redução entre 50% - 80% do número de leishmanias, em uma concentração 10 vezes menor do que quando testados somente em DMSO, mostrando ser um sistema eficiente, estável e promissor. Resultados preliminares mostraram que os sistemas lipossomais veiculando B2, I9 ou T19 levaram a um aumento da exposição de fosfatidilserina na membrana de promastigotas equivalentes a 2,8%, 6,8% e 16% respectivamente após 48 h de incubação, sugerindo que estes compostos induzem a morte desses parasitas por apoptose. Além disso, foi observado também que estes sistemas não induzem morte por necrose, devido uma baixa marcação das células com iodeto de propídeo 0,1%. Além disso, foram realizados testes em macrófagos infectados ou não com promastigotas na presença desses sistemas lipossomais. Após 24 h de incubação, os sistemas lipossomais não apresentaram toxicidade para os macrófagos e foram seletivos para os macrófagos infectados. Todos os resultados obtidos apresentaram diferenças estatísticas significativas entre os tratamentos e seus respectivos controles
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.09.2014

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CURY, Thuanny Alexandra Campos; CIANCAGLINI, Pietro. Sistemas lipossomais como carregadores de compostos derivados do ácido 3-(3,4,5-trimetoxifenil) propanoico: padronização, caracterização biofísica e avaliação do potencial leishmanicida. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Cury, T. A. C., & Ciancaglini, P. (2014). Sistemas lipossomais como carregadores de compostos derivados do ácido 3-(3,4,5-trimetoxifenil) propanoico: padronização, caracterização biofísica e avaliação do potencial leishmanicida. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Cury TAC, Ciancaglini P. Sistemas lipossomais como carregadores de compostos derivados do ácido 3-(3,4,5-trimetoxifenil) propanoico: padronização, caracterização biofísica e avaliação do potencial leishmanicida. 2014 ;
    • Vancouver

      Cury TAC, Ciancaglini P. Sistemas lipossomais como carregadores de compostos derivados do ácido 3-(3,4,5-trimetoxifenil) propanoico: padronização, caracterização biofísica e avaliação do potencial leishmanicida. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020