Exportar registro bibliográfico

Mobilização de poluentes no maciço de resíduos de lixão desativado (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: SHINZATO, MARJOLLY PRISCILLA BAIS - EESC
  • Unidade: EESC
  • Sigla do Departamento: SHS
  • Subjects: POLUIÇÃO AMBIENTAL; LIXIVIAÇÃO; EFLUENTES
  • Language: Português
  • Abstract: O lançamento dos efluentes de depósitos de resíduos no ambiente altera significativamente a qualidade das águas. Apesar do amplo acervo de dados sobre os mecanismos de formação do lixiviado e das mudanças de sua qualidade nas diferentes fases do aterro, pouco se sabe sobre os mecanismos de mobilização de poluentes do maciço de resíduos para o lixiviado e da interação deste com as águas subterrâneas e o meio geológico. A compreensão destes processos é essencial para orientar critérios de estabilidade destes aterros e para avaliar se o maciço de resíduos não representa mais uma ameaça para o ambiente. Nesse sentido, um poço de 1,5 m de diâmetro com lisímetros de sucção instalados em diferentes profundidades foi instalado dentro do maciço de resíduos do lixão desativado de São Carlos/SP para análise do conteúdo aterrado e do lixiviado em camadas de resíduos com diferentes idades de deposição. Amostras de águas subterrâneas coletadas em poços de monitoramento a montante, dentro e a jusante do maciço também foram analisadas. Concluiu-se que o lixão está na fase metanogênica e que o maciço é composto por chorume imóvel com elevadas concentrações de poluentes e por resíduos não inertes. Condições redutoras e de tamponamento são mantidas constantes no lixão, as quais controlam as reações redox ocorrentes no maciço e a qualidade do lixiviado. A mobilização de 'FE', 'CA', 'MG', 'K', 'NA', 'NI', 'ZN', 'PB' e 'CD' do maciço para o lixiviado apresentou-se mais significativa sobre os demais elementos avaliados e ocorre a partir dos resíduos sólidos aterrados e dos solos de cobertura. Os principais parâmetros de interesse ambiental identificados no lixiviado foram nitrogênio amoniacal, 'CD', 'CR', 'PB', 'NO IND.3' e 'DBO IND.5' e nas águas subterrâneas foram nitrogênio amoniacal, 'CR', 'CD', 'AL', 'NI', 'FE', 'MN' e 'PB'. A análise dos dados de qualidade do conteúdo aterrado e do lixiviadocomprovou uma significativa mobilização de poluentes dentro do maciço de resíduos do lixão desativado de São Carlos/SP. Apesar de estar desativado há 18 anos, o maciço de resíduos ainda é fonte primária de poluentes, comprovando seu potencial remanescente de contaminação, principalmente para as águas do Sistema Aquífero Guarani (SAG) e do manancial Ribeirão do Feijão. Portanto, o monitoramento da área não pode ser descontinuado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.09.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SHINZATO, Marjolly Priscilla Bais; WENDLAND, Edson Cezar; SCHALCH, Valdir. Mobilização de poluentes no maciço de resíduos de lixão desativado. 2014.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-27012015-085018/pt-br.php >.
    • APA

      Shinzato, M. P. B., Wendland, E. C., & Schalch, V. (2014). Mobilização de poluentes no maciço de resíduos de lixão desativado. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-27012015-085018/pt-br.php
    • NLM

      Shinzato MPB, Wendland EC, Schalch V. Mobilização de poluentes no maciço de resíduos de lixão desativado [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-27012015-085018/pt-br.php
    • Vancouver

      Shinzato MPB, Wendland EC, Schalch V. Mobilização de poluentes no maciço de resíduos de lixão desativado [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-27012015-085018/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021