Exportar registro bibliográfico

Pesquisa do antígeno p24 na osteonecrose da cabeça femoral em pacientes convivendo com HIV/AIDS (2014)

  • Author:
  • USP affiliated author: LIMA, ANA LUCIA LEI MUNHOZ - FM
  • School: FM
  • Sigla do Departamento: MOT
  • Subjects: OSTEONECROSE; NECROSE; FÊMUR (PATOLOGIA); SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA (COMPLICAÇÕES); HIV; IMUNOHISTOQUÍMICA; SOBREVIVÊNCIA LIVRE DE DOENÇA; ARTROPLASTIA; QUADRIL (CIRURGIA)
  • Language: Português
  • Abstract: Com o aumento considerável da expectativa de vida dos pacientes infectados pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) na era do tratamento antirretroviral de alta potência (TARV), têm sido observadas algumas conseqüências do prolongado tempo de infecção viral e do respectivo tratamento. As conseqüências metabólicas ocorrendo neste contexto têm sido exploradas em várias publicações na literatura, principalmente no que diz respeito à síndrome lipodistrófica. Atualmente, a observação crescente de alterações osteoarticulares nesses pacientes é objeto de estudo mais detalhado no intuito da detecção de suas eventuais causas e abordagem terapêutica mais adequada. Dentre as complexas alterações metabólicas da infecção crônica pelo HIV e seu tratamento, se observa diminuição da mineralização óssea numa grande porcentagem dos doentes, resultante de vários fatores presentes no próprio hospedeiro, no vírus e nos antirretrovirais. O osso é constantemente remodelado pelo sincronismo entre sua formação e reabsorção, que pode ser desregulado durante a infecção pelo HIV. Quando a mineralização óssea diminui, a osteopenia ocorre, podendo resultar em osteoporose. As alterações osteoarticulares mais freqüentemente relatadas nos pacientes infectados pelo HIV por longo período e que utilizam tratamento antirretroviral de alta potência são a osteopenia/osteoporose, osteonecrose, síndrome do túnel do carpo e capsulite adesiva de ombros. A osteonecrose da cabeça femoral tem incidência de até 40 vezes maior do que na população em geral, rapidamente progressiva e muito sintomática.Realizamos um estudo prospectivo analisando o tecido ósseo retirado nas cirurgias de artroplastia do quadril que foram realizadas em 44 pacientes convivendo com HIV, com o objetivo de detectar a presença do HIV o que reforçaria seu papel na gênese da osteonecrose. A casuística foi, na maioria, composta por homens, com média de idade de 46 anos, diagnosticados como portadores de HIV/AIDS em média há 10 anos e uso prolongado de antirretrovirais. Notamos a presença de distúrbios do metabolismo das gorduras em 48% dos pacientes estudados. A histologia convencional determinou intensa necrose óssea, grandes vacúolos preenchidos por gordura ao redor da necrose e a presença de macrófagos. A reação imunohistoquímica com a utilização do anticorpo monoclonal anti-p24 foi negativa em todos os pacientes. Concluiu-se haver necessidade de ampliar a investigação tecidual da presença do HIV e das reações inflamatórias por ele ocasionadas, para contribuir no esclarecimento da etiologia da osteonecrose e também, na possibilidade de ser o osso um santuário do vírus
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.06.2014

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Ana Lúcia Lei Munhoz. Pesquisa do antígeno p24 na osteonecrose da cabeça femoral em pacientes convivendo com HIV/AIDS. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.
    • APA

      Lima, A. L. L. M. (2014). Pesquisa do antígeno p24 na osteonecrose da cabeça femoral em pacientes convivendo com HIV/AIDS. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Lima ALLM. Pesquisa do antígeno p24 na osteonecrose da cabeça femoral em pacientes convivendo com HIV/AIDS. 2014 ;
    • Vancouver

      Lima ALLM. Pesquisa do antígeno p24 na osteonecrose da cabeça femoral em pacientes convivendo com HIV/AIDS. 2014 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020