Exportar registro bibliográfico

Avaliação do estado redox no sêmen humano e sua correlação com os parâmetros do espermograma (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: COELHO, ADRIANA PATRICIA LAURENTI - FCFRP
  • Unidade: FCFRP
  • Sigla do Departamento: 604
  • Subjects: SÊMEN (HUMANO); ESTRESSE OXIDATIVO; CONTAGEM DE ESPERMATOZOIDES; OXIDAÇÃO (REDUÇÃO)
  • Keywords: Espermograma; Estado redox; Human semen; Oxidative stress; Redox state; Semen analysis
  • Language: Português
  • Abstract: As espécies reativas de oxigénio (ERO) em baixos níveis são necessárias para as funções normais do espermatozoide, as quais estão envolvidas com a capacidade de fertilização. Entretanto, várias evidências demonstram que a produção excessiva de ERO leva ao estresse oxidativo, que por sua vez está relacionado à infertilidade masculina. Uma correlação positiva entre os níveis excessivos de ERO e concentrações anormais de espermatozoides, motilidade e morfologia tem sido descrita. Além disso, a capacidade antioxidante total do sêmen tem sido significativamente menor em casos de infertilidade comparado com casos férteis. O estresse oxidativo também tem sido relacionado ao envelhecimento e há evidências de que o acúmulo de radicais livres danifica o DNA do espermatozoide e prejudica a fertilização. A Organização Mundial da Saúde tem enfatizado a importância da avaliação do estresse oxidativo seminal e recomendado que cada laboratório estabeleça os valores de referência para os parâmetros do sêmen em sua população. O objetivo deste estudo foi avaliar o estado redox no sêmen humano e sua correlação com os parâmetros do espermograma. Para tanto, avaliou-se a medida de ERO (quimioluminescência, QL), a atividade antioxidante (QL e catalase), a peroxidação lipídica (malondialdeído, MDA), a medida dos produtos avançados de oxidação proteica (AOPP) e apoptose/necrose (anexina/iodeto de propídeo, citometria de fluxo) no sêmen humano de homens saudáveis e férteis (Controles; n=7). As metodologias foram padronizadas para aplicá-las à análise do sêmen de homens que estavam em investigação de infertilidade (Pacientes; n=23), e correlacionar os resultados com os parâmetros do espermograma. Os principais resultados mostraram 1) a medida de ERO no sêmen de Pacientes sem alterações no espermograma (“Pacientes POT. a”; n=9) foi maior do aquela para sêmen dosPacientes com alterações no espermograma (“Pacientes POT. b”; n=14) e dos Controles, sugerindo comprometimento da qualidade do sêmen pelo aumento de ERO, mesmo com espermograma normal; 2) não houve diferenças entre os grupos quanto à peroxidação lipídica (MDA), aos AOPP, catalase e apoptose/necrose; 3) quanto às correlações entre os parâmetros analisados, observou-se: correlação positiva entre a medida de ERO no sêmen in natura e no sêmen lavado do grupo Pacientes, validando a utilização do sêmen in natura para esta metodologia; correlação positiva entre a medida de ERO in natura e a apoptose, número de espermatozoides e número de leucócitos somente para o grupo “Pacientes POT. b”; correlação entre a medida de ERO in natura e a motilidade progressiva somente para o grupo Controle; correlação entre apoptose e número de espermatozoides nos grupos Pacientes e “Pacientes POT. a”; estes resultados mostram correlações particulares em cada grupo e correlações compartilhadas, que caracterizam Controles e Pacientes. O perfil da presença e da ausência destas correlações no grupo Controle pode estabelecer um padrão de referência para as análises do estresse oxidativo no sêmen. Os resultados poderão contribuir para a aplicação da medida das ERO e das suas correlações com parâmetros do espermograma na análise de rotina do sêmen humano, para a investigação da infertilidade e de patologias do sistema reprodutor masculino
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.11.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COELHO, Adriana Patricia Laurenti; MACHADO, Cleni Mara Marzocchi. Avaliação do estado redox no sêmen humano e sua correlação com os parâmetros do espermograma. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60135/tde-17042015-102347/ >.
    • APA

      Coelho, A. P. L., & Machado, C. M. M. (2014). Avaliação do estado redox no sêmen humano e sua correlação com os parâmetros do espermograma. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60135/tde-17042015-102347/
    • NLM

      Coelho APL, Machado CMM. Avaliação do estado redox no sêmen humano e sua correlação com os parâmetros do espermograma [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60135/tde-17042015-102347/
    • Vancouver

      Coelho APL, Machado CMM. Avaliação do estado redox no sêmen humano e sua correlação com os parâmetros do espermograma [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60135/tde-17042015-102347/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021