Exportar registro bibliográfico

Estudo dos reparos anatômicos para o acesso intra-hepático aos pedículos glissonianos durante ressecções hepáticas (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated author: TROFO SURJAN, RODRIGO CAñADA - FM
  • School: FM
  • Sigla do Departamento: MCG
  • Subjects: ANATOMIA; CADÁVER; FÍGADO (CIRURGIA); PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS DO SISTEMA DIGESTÓRIO (MÉTODOS)
  • Keywords: Anatomia; Anatomy; Cadaver; Cadáver; Cirurgia; Fígado; Hepatectomia/métodos; Hepatectomy/methods; Liver; Surgery
  • Language: Português
  • Abstract: Ressecções hepáticas regradas baseiam-se em alguns princípios técnicos básicos, como controle vascular, delineamento isquêmico das áreas a serem ressecadas e preservação máxima de parênquima. Eles são alcançados através do acesso intrahepático aos pedículos glissonianos, que se baseia na abordagem dos segmentos hepáticos através do acesso aos pedículos dentro do fígado. Com pequenas incisões sobre pontos de reparo anatômicos bem definidos são acessados pedículos correspondentes aos segmentos a serem ressecados, tornando desnecessárias dissecções extensas do parênquima hepático.Neste estudo, parâmetros anatômicos relacionados à técnica de acesso intra-hepático aos pedículos glissonianos foram estudados em cadáveres com o fígado in loco. Ele propiciou a determinação precisa de pontos de reparo confiáveis e simples a serem utilizados durante estes procedimentos.Foram estudados 37 fígados provenientes de cadáveres adultos. Vinte e cinco cadáveres eram do sexo masculino e doze do sexo feminino. Foram excluídos cadáveres que tivessem qualquer fator que alterasse a anatomia original do andar superior do abdome e fígados com aspecto cirrótico. As aferições realizadas foram realizadas com instrumentos de precisão. Os dados obtidos foram expressos em média ± desvio padrão. Os indivíduos foram então divididos em grupos de acordo com gênero e peso do fígado e os grupos foram comparados estatisticamente através do teste t de Student. Setenta por cento dos cadáveres apresentavam veiahepática direita acessória, sendo este achado muito superior ao encontrado na literatura. O diâmetro médio deste vaso, quando presente, foi de 6,8 mm. As veias hepáticas média e esquerda apresentavam tronco comum em direção à veia cava em 51% dos casos, valor menor do que o habitualmente encontrado na literatura.Em 70% dos fígados a fissura de Gans encontrava-se aberta. Nestes, 80% continha o pedículo do segmento 6. A ponte entre os segmentos 3 e 4 encontrava-se aberta em 41% dos casos.O diâmetro médio do pedículo esquerdo foi de 28,2 mm, enquanto o do direito foi de 26,8 mm.A distância média entre a bifurcação do tronco portal e a inserção caudal do ligamento de Arantius foi de 32,9 mm. Esta distância é importante na realização do acesso intra-hepático a pedículos esquerdos. A distância média entre a bifurcação do tronco portal principal e a do pedículo direito foi de 26,2 mm. Este valor deve ser levado em consideração no acesso aos pedículos do fígado direito.A distância máxima observada entre a placa hilar e a bifurcação do tronco portal representa quanto se deve aprofundar na placa hilar para acesso dos pedículos direito e esquerdo e foi de 7 mm.Não foi observada diferença estatisticamente significativa em praticamente todos os parâmetros avaliados quando comparados os grupos divididos de acordo com gênero e peso do fígado. Isso demonstra a consistência dos parâmetros relacionados à realização do acesso intra-hepático aos pedículos glissonianos, garantindo reprodutibilidade ao método.Os resultados obtidos tornaram possíveis grandes avanços técnicos na realização de hepatectomias abertas ou laparoscópicas com acesso intra-hepático aos pedículos glissonianos, e resultaram em uma série de dados anatômicos que podem guiar cirurgiões de modo a evitar acidentes e tornar mais fácil sua execução
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.09.2014
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TROFO SURJAN, Rodrigo Cañada; MACHADO, Marcel Autran Cesar. Estudo dos reparos anatômicos para o acesso intra-hepático aos pedículos glissonianos durante ressecções hepáticas. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-08122014-152009/ >.
    • APA

      Trofo Surjan, R. C., & Machado, M. A. C. (2014). Estudo dos reparos anatômicos para o acesso intra-hepático aos pedículos glissonianos durante ressecções hepáticas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-08122014-152009/
    • NLM

      Trofo Surjan RC, Machado MAC. Estudo dos reparos anatômicos para o acesso intra-hepático aos pedículos glissonianos durante ressecções hepáticas [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-08122014-152009/
    • Vancouver

      Trofo Surjan RC, Machado MAC. Estudo dos reparos anatômicos para o acesso intra-hepático aos pedículos glissonianos durante ressecções hepáticas [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-08122014-152009/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022