Exportar registro bibliográfico

Uso de tabaco, uso de álcool, comportamento sexual e saúde mental em amostra de alunos oficiais da Academia de Policia Militar do Estado de São Paulo (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: PEREZ, ARLENE DE MARIA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCM
  • Subjects: TABAGISMO; ALCOOLISMO; DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS; TRANSTORNOS MENTAIS
  • Keywords: Alcoholic beverages; Bebidas alcoólicas; Comportamento sexual; Condoms; Doenças sexualmente transmissíveis; Mental health; Militar; Military personnel; Preservativos; Saúde mental; Sexual behavior; Sexually transmitted diseases; Tabaco; Tobacco
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: As atividades e operações militares exigem mobilizações frequentes, sendo imperativo que seus membros permaneçam saudáveis física e mentalmente para o desempenho adequado de suas funções. Métodos: 473 alunos da Academia foram convidados a responder um questionário anônimo, autorresponsivo, referente ao consumo de tabaco e álcool, ao comportamento sexual e à saúde mental. O consumo de tabaco e álcool foi avaliado por questionário utilizado no Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto - ELSA-Brasil, o comportamento sexual foi avaliado por questionário aplicado pelo Ministério da Saúde em conscritos do Exército Brasileiro e, para avaliação da saúde mental, foi usado o Self Report Questionnaire (SRQ-20). As variáveis categóricas foram expressas em porcentagem e comparadas usando qui-quadrado ou teste exato de Fisher, conforme apropriado. As variáveis numéricas foram expressas em média (desvio padrão) e comparadas pelo teste ANOVA com teste post hoc de Bonferroni. O nível de significância foi de 5,0%. Todas as análises foram realizadas com SPSS-16.0. Resultados: A amostra foi composta por 384 homens e 45 mulheres, a maioria de raça branca (76,2%), idade inferior a 30 anos, solteira, pertencente às classes sociais B1 e B2 (59,2%), paulista (99,1%) e com sustento próprio (75,5%). Verificou-se que 6,5% dos alunos oficiais eram fumantes (6,5% dos homens e 6,7% das mulheres, P=0,8), 69,7% dos alunos (71,9% dos homens e 51,1% das mulheres, P=0,02) ingeriam algum tipo de bebidaalcoólica e 14,6% dos homens e 13,3% das mulheres (P=0,82) relatavam história prévia de doença sexualmente transmissível (DST). O uso consistente de proteção sexual com parcerias fixas foi de 17,4% nos homens e 33,3% nas mulheres (P=0,13), com parcerias casuais, foi de 64,2% nos homens e 60,0% nas mulheres (P=0,22), e com parcerias pagas, foi de 92,9% somente nos homens, considerando que apenas 14 homens valeram-se de tais parcerias. Aproximadamente 25,0% dos alunos acreditavam na transmissão de DST por meio do uso de banheiros públicos. A presença de transtorno mental comum (TMC) foi encontrada em 15,6% da amostra (sem diferença entre os sexos, P=0,98). Ao longo dos anos da Academia, notou-se um aumento médio do número de sintomas de TMC considerando a amostra toda com homens e mulheres (P de tendência = 0,02), somente homens (P de tendência = 0,003), somente homens que vieram da tropa (P de tendência = 0,053) e somente homens que vieram da vida civil (P de tendência = 0,02). Conclusão: A amostra tem menor prevalência de tabagismo em relação à população militar e civil dos EUA e à população civil brasileira. O consumo de álcool é semelhante ao da população brasileira e ao da população militar dos EUA. O uso de preservativos de forma consistente com parcerias fixas é menos frequente do que com parcerias casuais e parcerias pagas, o que se associou a uma maior frequência de doenças sexualmente transmissíveis na amostra. Os alunos oficiais mostram lacunas no conhecimentosobre a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis. Encontra-se a presença de transtornos mentais comuns em 15,6% da amostra, com tendência de aumento no número médio de sintomas, mas não na frequência de transtorno mental comum ao longo do curso. Concluiu-se que o conhecimento sobre DST ainda precisa melhorar e que, apesar de todas as orientações, o uso de preservativos ainda está longe do ideal nessa amostra de alunos oficiais da Academia de Polícia. O número de sintomas que fazem parte do diagnóstico de transtorno mental comum aumenta durante o curso sem ultrapassar o limiar diagnóstico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.09.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PEREZ, Arlene de Maria; BENSEÑOR, Isabela Judith Martins. Uso de tabaco, uso de álcool, comportamento sexual e saúde mental em amostra de alunos oficiais da Academia de Policia Militar do Estado de São Paulo. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-26112014-120611/ >.
    • APA

      Perez, A. de M., & Benseñor, I. J. M. (2014). Uso de tabaco, uso de álcool, comportamento sexual e saúde mental em amostra de alunos oficiais da Academia de Policia Militar do Estado de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-26112014-120611/
    • NLM

      Perez A de M, Benseñor IJM. Uso de tabaco, uso de álcool, comportamento sexual e saúde mental em amostra de alunos oficiais da Academia de Policia Militar do Estado de São Paulo [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-26112014-120611/
    • Vancouver

      Perez A de M, Benseñor IJM. Uso de tabaco, uso de álcool, comportamento sexual e saúde mental em amostra de alunos oficiais da Academia de Policia Militar do Estado de São Paulo [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-26112014-120611/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021