Exportar registro bibliográfico

Modulação da expressão de galectina-3 frente às pressões seletivas de pH e oxigenação: um mecanismo para a heterogeneidade intratumoral? (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: CARDOSO, ANA CAROLINA FERREIRA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MDR
  • Subjects: MELANOMA; OXIGÊNIO (DEFICIÊNCIA); ACIDOSE
  • Keywords: Acidose; Acidosis; Galectin-3; Galectina-3; Hipóxia; Hypoxia; Lectinas; Lectins; Melanoma; Melanoma
  • Language: Português
  • Abstract: A heterogeneidade intratumoral é um fenômeno extremamente importante para entender a progressão tumoral e a resposta à intervenção terapêutica. A galectina-3 pertence à família das lectinas, possuem a função de reconhecimento e ligação à ?-galactosídeos ramificados de glicolipídeos e glicoproteínas, e está envolvida em processos fisiológicos e patológicos como o câncer. Nesse trabalho, a heterogeneidade intratumoral em relação à expressão de galectina-3 foi observada em amostras de diferentes lesões melanocíticas de pacientes. Além disso, o inóculo de células de melanoma murino negativas para galectina-3 em animais gal3-/- gerou tumores constituídos por uma fração de células tumorais que passaram a expressar de novo galectina-3, sugerindo que pressões do microambiente tumoral modulam a expressão dessa lectina em melanomas. A acidose extracelular atuou como regulador negativo de galectina-3 in vitro, diminuindo a expressão dessa lectina tanto em células de melanoma murino e humano quanto em melanócito murino. Entretanto, a hipóxia, seja pela exposição aguda ou intermitente, não alterou a expressão in vitro de galectina-3 em células de melanoma humano. Por fim, tumores originados pelo inóculo de células tumorais positivas e negativas para galectina-3 (mimetizando tumores heterogêneos) obtiveram a maior taxa de crescimento tumoral comparados aos tumores constituídos por uma única população de células, seja positiva ou negativa para galectina-3. Portanto, foram apresentadasevidências de que a heterogeneidade intratumoral em relação à galectina-3 parece estar envolvida com o sucesso evolutivo do melanoma e que a acidose é indicada como uma das pressões microambientais que contribuem para o estabelecimento e manutenção da fração de células tumorais negativas para galectina-3 dentro da massa tumoral
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.10.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARDOSO, Ana Carolina Ferreira; CHAMMAS, Roger. Modulação da expressão de galectina-3 frente às pressões seletivas de pH e oxigenação: um mecanismo para a heterogeneidade intratumoral?. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-25112014-124037/ >.
    • APA

      Cardoso, A. C. F., & Chammas, R. (2014). Modulação da expressão de galectina-3 frente às pressões seletivas de pH e oxigenação: um mecanismo para a heterogeneidade intratumoral?. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-25112014-124037/
    • NLM

      Cardoso ACF, Chammas R. Modulação da expressão de galectina-3 frente às pressões seletivas de pH e oxigenação: um mecanismo para a heterogeneidade intratumoral? [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-25112014-124037/
    • Vancouver

      Cardoso ACF, Chammas R. Modulação da expressão de galectina-3 frente às pressões seletivas de pH e oxigenação: um mecanismo para a heterogeneidade intratumoral? [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-25112014-124037/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020