Exportar registro bibliográfico

Alimentos normais, light/diet e orgânicos: o consumo segundo as classes econômicas e suas elasticidades-renda (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, FABÍOLA CRISTINA RIBEIRO DE - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCF
  • Subjects: CONSUMO DE ALIMENTOS; RENDA FAMILIAR; ALIMENTOS DIETÉTICOS; ALIMENTOS NATURAIS
  • Language: Português
  • Abstract: Esse trabalho apresenta as informações referentes ao comportamento de várias categorias de gastos, com destaque para o padrão de despesa e de aquisição física familiar com alimentos consumidos no domicílio, caracterizados como alimentos normais, orgânicos e light/diet, segundo as diferentes classes econômicas (alta, média e baixa). Também foram obtidas as elasticidades-renda da despesa e do consumo físico (kg) de vários itens de alimentos orgânicos e light/diet, comparando-as com os valores obtidos das elasticidades dos mesmos alimentos e/ou grupos de alimentos normais. Usando os dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares - POF 2008-2009, a população é dividida em três classes econômicas, a partir de uma metodologia que maximiza a desigualdade entre estratos, ou minimiza a desigualdade dentro dos estratos. Já o método econométrico usado na estimativa das elasticidades consiste em calcular a despesa média em dez classes de renda familiar per capita e ajustar uma função poligonal com três segmentos mostrando como o logaritmo da despesa per capita média por classe varia em função do logaritmo da renda per capita. Constata-se que para os domicílios de classe baixa a alimentação tem um peso maior no orçamento familiar e o padrão dietético é mais restrito, sugerindo pouca diversidade. Alimentos do tipo orgânicos e light/diet são adquiridos em proporções mais elevadas nos domicílios da classe alta, refletindo o fato de que restrições orçamentárias no acesso aos alimentos coexistemcom padrões de consumo dos estratos mais ricos, similares aos encontrados nos países de renda mais elevada. As elasticidades-renda das despesas mensais na aquisição de produtos light/diet e orgânicos foram maiores do que 1, na maioria dos casos, o que permite concluir que tais alimentos podem ser considerados como bens de luxo na economia brasileira
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.09.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Fabíola Cristina Ribeiro de; HOFFMANN, Rodolfo. Alimentos normais, light/diet e orgânicos: o consumo segundo as classes econômicas e suas elasticidades-renda. 2014.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11132/tde-11112014-140337/ >.
    • APA

      Oliveira, F. C. R. de, & Hoffmann, R. (2014). Alimentos normais, light/diet e orgânicos: o consumo segundo as classes econômicas e suas elasticidades-renda. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11132/tde-11112014-140337/
    • NLM

      Oliveira FCR de, Hoffmann R. Alimentos normais, light/diet e orgânicos: o consumo segundo as classes econômicas e suas elasticidades-renda [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11132/tde-11112014-140337/
    • Vancouver

      Oliveira FCR de, Hoffmann R. Alimentos normais, light/diet e orgânicos: o consumo segundo as classes econômicas e suas elasticidades-renda [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11132/tde-11112014-140337/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021