Exportar registro bibliográfico

Análise critica dos fatores preditores de sucesso na indução do trabalho de parto em gestações a termo (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: PRADO, CAIO ANTONIO DE CAMPOS - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGO
  • Subjects: TRABALHO DE PARTO INDUZIDO; FETO; PREDIÇÃO (RESULTADOS); PESOS E MEDIDAS CORPORAIS (ANÁLISE)
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A indução do trabalho de parto representa estratégia importante para redução da morbimortalidade materna e perinatal, especialmente no termo da gestação. Por outro lado, as taxas de cesárea ainda são elevadas no grupo de pacientes submetidas a esse procedimento. A identificação de fatores maternos e fetais preditores de sucesso na indução do trabalho de parto permitirá a seleção adequada da paciente e reduzirá o risco de cesáreas de emergência decorrentes da falha dessa intervenção. Objetivos: Avaliar a influência de características maternas, fetais e cervicais sobre a ocorrência de trabalho de parto e de parto vaginal após indução do trabalho de parto. Métodos: Este estudo de coorte prospectivo incluiu 204 mulheres com gestação única membranas amnióticas integras e sem doenças fetais admitidas para indução do trabalho de parto no termo da gestação. Além de dados demográficos maternos, antecedentes obstétricos e índice de Bishop, foram coletados os seguintes parâmetros ecográficos: peso e posição da cabeça, comprimento cervical e ângulo cervical posterior. Os prontuários médicos foram consultados para pesquisa dos desfechos obstétricos e perinatais. O desfecho primário foi ocorrência de parto vaginal. Os desfechos secundários incluíram o inicio do trabalho de parto nas primeiras 12 horas e parto vaginal em 24 horas. Para análise estatística se utilizou os testes do qui-quadrado, Mann-Whitney e Kruskal-Wallis, curva ROC e regressões logísticas simples e múltiplas. Resultados: A taxa de partos vaginais foi de 56.9%. Os fatores que influenciaram positivamente a ocorrência de parto vaginal foram: ausência de procedimentos sobre o colo uterino, índice de massa corporal normal, não ser primigesta, não ter cesárea anterior, seguimento pré-natal com 6 - 10 consultas, não ter colo firme, esvaecimento cervical superior a 30%, colo dilatado 3 oumais centímetros, ângulo cervical posterior ≥ 114°, corioamniorrexe oportuna, oligohidrâmnio, circunferência craniana fetal < 32,81cm e peso fetal estimado < 3313 gramas. Conclusões: Em mulheres admitidas para indução do trabalho de parto no termo da gestação, a avaliação adequada de sua história obstétrica, exame físico, de parâmetros ecográficos fetais e cervicais permite a identificação de pacientes com sucesso para o parto vaginal
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.05.2014

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PRADO, Caio Antonio de Campos; MARCOLIN, Alessandra Cristina. Análise critica dos fatores preditores de sucesso na indução do trabalho de parto em gestações a termo. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Prado, C. A. de C., & Marcolin, A. C. (2014). Análise critica dos fatores preditores de sucesso na indução do trabalho de parto em gestações a termo. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Prado CA de C, Marcolin AC. Análise critica dos fatores preditores de sucesso na indução do trabalho de parto em gestações a termo. 2014 ;
    • Vancouver

      Prado CA de C, Marcolin AC. Análise critica dos fatores preditores de sucesso na indução do trabalho de parto em gestações a termo. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021