Exportar registro bibliográfico

Efeitos da extensão das cordectomias na cicatrização das pregas vocais em ratos (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: VANDERLEI, JOÃO PAULO DE MEDEIROS - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: ROO
  • Subjects: CORDAS VOCAIS; CICATRIZAÇÃO; COLAGEM; PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS OTORRINOLARINGOLÓGICOS
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Entender como ocorre a cicatrização das pregas vocais após uma lesão cirurgicamente induzida é fundamental para diminuir o efeito deletéria desse procedimento na qualidade vocal. Objetivos: Avaliar a cicatrização dos tecidos vocais de ratos segundo a extensão da lesão e o tempo. Materiais e Métodos: Foram estudados 30 ratos idosos divididos em dois grupos iguais. Um grupo foi submetido à cordectomia superficial e outro à profunda, sempre à direita. Após 7, 14 e 35 dias, cinco ratos de cada grupo foram sacrificados e suas laringes removidas e submetidas a processamento histológico. Foram comparadas, dentro do mesmo subgrupo, a reepitelização, organização, estrutura e densidade das fibras colágenas e elásticas e a densidade do ácido hialurônico entre as pregas vocais operadas e controles. Resultados: Os epitélios, em ambas as técnicas, não apresentaram diferenças estruturais. Nas cordectomias superficiais, as fibras colágenas foram mais espessas e compactas a partir do 14° dia, sem diferenças no arranjo. A variação da densidade do colágeno nos tempos indicados foi, respectivamente, 6% (p=0,19); 19,20% (p=0,44) e 5,6% (p=0,03). As fibras elásticas não apresentaram alterações estruturais significativas aos 7 e 35 dias. No 14° dia pareciam mais espessas, curtas e menos numerosas, e seu arranjo seguiu o das fibras colágenas. A densidade do ácido hialurônico nos tempos estudados foi, respectivamente, 9,11% (p=0,04), -0,3% (p=0,92) e 1,9% (p=0,23). Nas profundas, as fibras colágenas eram mais compactas e espessas já no 7° dia e o arranjo era organizado no plano superficial e desorganizado no plano profundo. A variação da densidade do colágeno foi, respectivamente, 25,6% (p=0,02); 44,4% (p=0,01) e 8,3% (p=0,03). O padrão de apresentação da estrutura das fibras elásticas foi irregular e seu arranjo seguiu o das fibras colágenas. A densidade do ácidohialurônico nos tempos estudados foi, respectivamente, 17,7% (p=0,09), 3% (p=0,58), -2,4% (p=0,46). Discussão: As laringes humanas e murinas possuem semelhanças que tornam o rato um bom modelo para este estudo. Em ratos idosos, a extensão da cirurgia parece não interferir na reepitelização e a organização diferenciada do colágeno nos planos superficial e profundo da lamina própria sugere sinalização do epitélio para o arranjo da matriz extracelular. Acredita-se que a baixa concentração basal do ácido hialurônico e sua síntese deficiente na senectude mantêm seus níveis praticamente inalterados após a injúria. A síntese deficiente do colágeno em resposta à lesão e o menor grau de injúria podem explicar a pouca variação da sua concentração nas cordectomias superficiais. As fibras elásticas parecem sofrer influência direta do colágeno acompanhando sua distribuição e sendo influenciada negativamente na sua síntese. Conclusão: Os resultados permitiram verificar que houve diferenças entre os processos de cicatrização dos tecidos, segundo a técnica aplicada. Permitiram, ainda, verificar incremento mais intenso e precoce de fibras colágenas, que se apresentaram desorganizadas nas camadas profundas nas cordectomias profundas e que a organização das fibras elásticas acompanharam as colágenas e se mostraram mais curtas e espessas nas cordectomias profundas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.05.2014

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VANDERLEI, João Paulode Medeiros; MAMEDE, Rui Celso Martins. Efeitos da extensão das cordectomias na cicatrização das pregas vocais em ratos. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Vanderlei, J. P. M., & Mamede, R. C. M. (2014). Efeitos da extensão das cordectomias na cicatrização das pregas vocais em ratos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Vanderlei JPM, Mamede RCM. Efeitos da extensão das cordectomias na cicatrização das pregas vocais em ratos. 2014 ;
    • Vancouver

      Vanderlei JPM, Mamede RCM. Efeitos da extensão das cordectomias na cicatrização das pregas vocais em ratos. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020