Exportar registro bibliográfico

Papel dos androgênios na sobrevida, crescimento e secreção de hormônios esteróides e anti-mülleriano por folículos de Macaca mulatta cultivados individualmente em matriz 3D (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated author: RODRIGUES, JHENIFER KLIEMCHEN - FMRP
  • School: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGO
  • Subjects: ANDRÓGENOS; ESTEROIDES; FOLÍCULO OVARIANO; TESTOSTERONA; DIIDROTESTOSTERONA; MODELOS ANIMAIS
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: Por muito tempo, os androgênios foram considerados como prejudiciais a maturação folicular. Todavia, resultados de estudos com diferentes espécies de mamíferos e humanos tem contribuído para que este paradigma tenha sofrido mudanças consideráveis nos últimos anos. Fortes evidências sugerem que os androgênios possuem ações parácrinas e autócrinas no ovário, e que promovem crescimento folicular precoce. Contudo, a ação androgênica nos folículos pode ser estágio ou dose dependente, e muito pouco se sabe ainda sobre a ação local androgênica no folículo em desenvolvimento. OBJETIVOS: O presente estudo teve como objetivo geral avaliar os efeitos da ablação da produção de esteróides e o papel dos androgênios (testosterona e dehidrosterona) no desenvolvimento de folículos secundários de primatas não humanos (Macaca mulatta) isolados de tecido ovariano a fresco e cultivados in vitro por 40 dias em matrix 3D de alginato. METODOLOGIA: Quatorze fêmeas adultas de Macaca mulatta, com ciclos menstruais regulares, foram usadas neste estudo. O córtex ovariano foi cortado em pequenos cubos e os folículos secundários foram mecanicamente isolados e cultivados individualmente durante 40 dias em matriz 3D a base de alginato em meio de cultivo contendo FSH, soro, transferrina, fetuína, insulina e selenito de sódio. Foram realizados 3 experimentos: Experimento 1: Ablação da produção de esteróides, com o uso do trilostano (TRL). Folículos de 6 animais foram distribuídos em 3 grupos - Controle (recebeu veículo), TRL (recebeu TRL desde o início do cultivo) e TRL2 (recebeu TRL após 2 semanas de cultivo); Experimento 2: Reposição de testosterona. Folículos de 4 animais foram distribuídos em 4 grupos: Controle (recebeu veículo), TRL (recebeu TRL desde o início do cultivo), Testosterona (T) baixa (recebeu TRL e testosterona 20 ng/mL), T alta (recebeu TRL e testosterona 50 ng/mL); Experimento 3: Reposiçãode dehidrotestosterona (DHT). Folículos de 4 animais foram distribuídos em 4 grupos: Controle (recebeu veículo), TRL (recebeu TRL desde o início do cultivo), DHT (recebeu DHT 50 ng/mL), DHT + TRL (recebeu TRL e DHT 50 ng/mL). As variáveis analisadas foram a sobrevida, o crescimento, o desenvolvimento (formação de antro e morfologia) e a produção de hormônios esteróides pelos folículos, além do grau de maturação e qualidade oocitária. RESULTADOS: A porcentagem de Folículos sobreviventes em cultivo, o crescimento e a formação de antro foi menor em presença de TRL em todos os experimentos, em comparação com o grupo controle. A reposição de T e DHT, na presença de TRL, recuperaram a sobrevida, o crescimento, a formação de antro, a produção hormonal, e a qualidade e maturidade oocitária, comparáveis ao grupo controle. CONCLUSÕES: Este estudo apresentou evidências do papel local essencial dos androgênios desde o início da foliculogênese em primatas não humanos, fortalecendo a existência de mecanismos moleculares que regulam a atividade androgênica, e trazendo a perspectiva de novas possíveis interações entre os androgênios e outros hormônios esteróides. Nossos achados mostraram claramente que a T e a DHT podem recuperar a sobrevida, o crescimento, a formação de antro, a produção hormonal e a viabilidade oocitária de folículos pré-antrais cultivados in vitro em matrix 3D de alginato, expostos a ablação da produção de esteróides. Os novos conhecimentos oriundos deste estudo contribuem para o melhor entendimento da dinâmica da foliculogênse em primatas, que ainda é muito pouco compreendida, além de auxiliar na identificação das condições ótimas para o cultivo folicular in vitro, cuja melhoria é fundamental para propiciar a obtenção de oócitos maduros saudáveis após o descongelamento do tecido ovariano de pacientes oncológicas que desejam preservar sua fertilidade futura
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.03.2014

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RODRIGUES, Jhenifer Kliemchen; NAVARRO, Paula Andrea de Albuquerque Salles. Papel dos androgênios na sobrevida, crescimento e secreção de hormônios esteróides e anti-mülleriano por folículos de Macaca mulatta cultivados individualmente em matriz 3D. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Rodrigues, J. K., & Navarro, P. A. de A. S. (2014). Papel dos androgênios na sobrevida, crescimento e secreção de hormônios esteróides e anti-mülleriano por folículos de Macaca mulatta cultivados individualmente em matriz 3D. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Rodrigues JK, Navarro PA de AS. Papel dos androgênios na sobrevida, crescimento e secreção de hormônios esteróides e anti-mülleriano por folículos de Macaca mulatta cultivados individualmente em matriz 3D. 2014 ;
    • Vancouver

      Rodrigues JK, Navarro PA de AS. Papel dos androgênios na sobrevida, crescimento e secreção de hormônios esteróides e anti-mülleriano por folículos de Macaca mulatta cultivados individualmente em matriz 3D. 2014 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020