Exportar registro bibliográfico

Clomifeno combinado com gonadotrofinas e antagonista de GnRH versus hiperestimulação ovariana controlada convencional sem o clomifeno em mulheres submetidas a técnicas de reprodução assistida: revisão sistematizada e meta-análise (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: FIGUEIREDO, JAQUELINE BORÉM PIMENTA DE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGO
  • Subjects: INFERTILIDADE FEMININA; TÉCNICAS DE REPRODUÇÃO; REVISÃO SISTEMÁTICA; METANÁLISE
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Comparar a eficácia e a segurança de estimulação ovariana controlada (EOC), utilizando citrato de clomifeno associado com gonadotrofinas e antagonista do GnRH (CC+Ant) versus EOC convencional sem citrato de clomifeno (Não-CC) para as mulheres submetidas a técnicas de reprodução assistida (TRA). Métodos: Revisão sistematizada e meta-análise de ensaios clínicos randomizados que comparam CC+Ant versus Não-CC. A última pesquisa foi realizada em 13-abril-2012. Os seguintes resultados foram obtidos em ensaios incluídos e comparados entre CC+Ant versus Não-CC: nascimento vivo, gravidez clínica, síndrome de hiperestimulação ovariana (SHO), aborto, gravidez múltipla, a espessura endometrial, oócitos captados, oócitos MII recuperado captados, total de gonadotrofina utilizada e a duração de COH. Resultados: Sete ensaios clínicos (702 participantes) foram incluídos. Não houve diferença significativa em nascimento vivo (55/182 = 30,2% vs. 47/181 = 26,0 %, p = 0,26, CC+Ant versus Não-CC, respectivamente), gravidez clínica (98/346 = 28,3% vs. 84/356 = 23,6%%, p = 0,12), aborto (6/ 35 = 17,1% versus 7/32 = 21,9%, p = 0,42), a espessura do endométrio, e o número de oócitos captados. Houve uma redução significativa na SHO (1/216 = 0,5 % vs. 9/217 = 4,1 %, p = 0,01), no consumo de gonadotrofinas e na duração da EOC. Conclusões: Quando comparado a EOC convencional, CC+Ant pode reduzir o risco de SHO, os custos da medicação, e a duração da EOC, sem evidência de efeito sobre nascidos vivos e gravidez clínica. Mais estudos ainda são necessários para melhorar a qualidade desta evidência. Estudos futuros devem avaliar mulheres com síndrome dos ovários policísticos ou aumento do risco de SHO, a qualidade de vida, a satisfação com o tratamento, o custo total por nascido vivo, e frequência de anomalias congênitas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.02.2014

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FIGUEIREDO, Jaqueline Borém Pimenta de; MARTINS, Wellington de Paula. Clomifeno combinado com gonadotrofinas e antagonista de GnRH versus hiperestimulação ovariana controlada convencional sem o clomifeno em mulheres submetidas a técnicas de reprodução assistida: revisão sistematizada e meta-análise. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Figueiredo, J. B. P. de, & Martins, W. de P. (2014). Clomifeno combinado com gonadotrofinas e antagonista de GnRH versus hiperestimulação ovariana controlada convencional sem o clomifeno em mulheres submetidas a técnicas de reprodução assistida: revisão sistematizada e meta-análise. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Figueiredo JBP de, Martins W de P. Clomifeno combinado com gonadotrofinas e antagonista de GnRH versus hiperestimulação ovariana controlada convencional sem o clomifeno em mulheres submetidas a técnicas de reprodução assistida: revisão sistematizada e meta-análise. 2014 ;
    • Vancouver

      Figueiredo JBP de, Martins W de P. Clomifeno combinado com gonadotrofinas e antagonista de GnRH versus hiperestimulação ovariana controlada convencional sem o clomifeno em mulheres submetidas a técnicas de reprodução assistida: revisão sistematizada e meta-análise. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021