Exportar registro bibliográfico

Comparação dos níveis séricos de ômega 3 de idosos com depressão em tratamento e saudáveis (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated author: CETRULO, MARINA BALIEIRO - FMRP
  • School: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: DEPRESSÃO; ÁCIDOS GRAXOS OMEGA 3; IDOSOS
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: O aumento da expectativa de vida somado a redução das taxas de fecundidade vem causando uma desaceleração no crescimento populacional e um aumento no número e na proporção de indivíduos idosos em todo o mundo. A depressão é a doença psiquiátrica de maior prevalência nesta população. Estudos epidemiológicos apontam para uma relação inversa entre o consumo de peixe (fonte de ômega 3) e a prevalência da depressão. Tais evidências levam a hipótese de que a falta do ácido graxa poli-insaturado ômega 3 pode ter papel na etiologia da doença. Objetivo: Analisar os nivele séricos de ômega 3 de idosos com depressão em tratamento atendidos nos Ambulatórios de Geriatria do Hospital das Clinicas de Ribeirão Preto da FMRP-USP, e comparar com idosos saudáveis. Metodologia: Foi realizado um estudo analítico, caso-controle, com 38 idosos depressivos diagnosticados pelo Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders (DSM-IV) que estivessem em tratamento medicamentoso para depressão. O grupo controle foi pareado por idade, sexo e índice de massa corporal (IMC). Foi determinado o perfil sérico de ácidos graxos por cromatografia gasosa e dosado colesterol total e frações, triglicérides e glicemia. Avaliamos a ingestão alimentar através da média de três recordatórios alimentares de 24h. Foi realizada também avaliação antropométrica (peso, altura, IMC, prega cutânea tricipital, circunferência do braço). Resultados: Em nossa amostra encontramos 35 mulheres e 3 homens. Devido a baixa representação do sexo masculino em nossa população de estudo, a comparação entre os grupos foi feita somente com os participantes do sexo feminino (n=35). A idade média do grupo depressão e do grupo controle foi de 74,4 e 73,2, respectivamente (p=0,520). A classificação do estado nutricional dos grupos foi de eutrofia (IMC grupo depressão: 26,4kg/m²; IMC grupo controle26,3kg/m²). A ingestão de ômega 3 foi de 0,9g/dia em ambos os grupos. O grupo depressão apresentou menores concentrações de ômega 3 total e DHA de forma significativa ( (ômega 3 total: grupo depressão 1,97% e grupo controle 2,44% p=0,001)(DHA: grupo depressão 1,01% e grupo controle 1,35% p=0,001). Após ajuste para variáveis confundidoras (HDL e atividade física), a diferença estatística permaneceu. Conclusão: O presente trabalho confirmou nossa hipótese que idosos depressivos apresentam uma redução nas concentrações de ômega 3 quando comparados com um grupo controle, sugerindo um possível papel na etiologia da doença. Nossos resultados apoiam futuras investigações que avaliem alternativas dietéticas como, por exemplo, a inclusão de alimentos fonte de ômega 3 na dieta habitual ou suplementação de óleo de peixe em pacientes idosos com depressão
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.03.2014

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CETRULO, Marina Balieiro; JORDÃO JÚNIOR, Alceu Afonso. Comparação dos níveis séricos de ômega 3 de idosos com depressão em tratamento e saudáveis. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Cetrulo, M. B., & Jordão Júnior, A. A. (2014). Comparação dos níveis séricos de ômega 3 de idosos com depressão em tratamento e saudáveis. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Cetrulo MB, Jordão Júnior AA. Comparação dos níveis séricos de ômega 3 de idosos com depressão em tratamento e saudáveis. 2014 ;
    • Vancouver

      Cetrulo MB, Jordão Júnior AA. Comparação dos níveis séricos de ômega 3 de idosos com depressão em tratamento e saudáveis. 2014 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022