Exportar registro bibliográfico

Análise do padrão funcional do sistema estomatognático em indivíduos portadores do vírus da imunodeficiência humana (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, GABRIEL PÁDUA DA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • Subjects: ELETROMIOGRAFIA; FORÇA DE MORDIDA; ULTRASSONOGRAFIA; HIV
  • Language: Português
  • Abstract: A aids (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida), provem do aparecimento de desordens tanto no sistema músculo esquelético quanto sistêmicas cansada pela infecção do vírus da imunodeficiência humana (HIV). As dores articulares e musculares (artralgias e mialgias) são as principais manifestações músculo esqueléticas presentes em indivíduos infectados pelo HIV. Atualmente, têm-se o objetivo de investigar a contribuição de variáveis de ordem física, biológica e psicossocial no desenvolvimento das doenças osteomusculares em portadores de HIV, quase sempre correlacionando essas variáveis com a manifestação de sintomas. O objetivo deste estudo foi analisar os efeitos do HIV tipo 1 na atuação da musculatura mastigatória. Foram selecionados 60 indivíduos, de ambos os géneros, com idade média de 36,77± 9,33 anos, divididos em dois grupos: Grupo 1 (G1), 30 indivíduos portadores de HIV do subtipo 1 (HIV-1) e Grupo 2 (G2), 30 indivíduos saudáveis, da comunidade de Ribeirão Preto e região. Os indivíduos foram submetidos às avaliações da atividade muscular, força de mordida molar máxima e espessura muscular, por meio dos exames de eletromiografia, dinamometria e ultrassonografia de imagem, respectivamente. Os dados finais foram analisados estatisticamente pelo teste t (p<0,05), por meio do programa SPSS versão 19.0. Os resultados demonstraram que os indivíduos do grupo G1 apresentaram maior atividade eletromiográfica nas condições posturais da mandíbula. Na eficiência mastigatória, o grupo G2 apresentou maior requerimento das fibras musculares na mastigação de Parafilme M®, amendoins e uvas passas, sendo o mesmo observado também para fadiga muscular. Na força de mordida molar máxima os menores valores foram observados para o grupo G1. A espessura dos músculos temporais foi menor para o grupo G1, tanto na condição de repouso quanto na máxima intercuspidação habitualCom os resultados desta pesquisa, pode-se concluir que os portadores da síndrome da imunodeficiência adquirida apresentaram alterações musculares relacionadas ao sistema estomatognático
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.04.2014

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Gabriel Pádua da; REGALO, Simone Cecílio Hallak. Análise do padrão funcional do sistema estomatognático em indivíduos portadores do vírus da imunodeficiência humana. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Silva, G. P. da, & Regalo, S. C. H. (2014). Análise do padrão funcional do sistema estomatognático em indivíduos portadores do vírus da imunodeficiência humana. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Silva GP da, Regalo SCH. Análise do padrão funcional do sistema estomatognático em indivíduos portadores do vírus da imunodeficiência humana. 2014 ;
    • Vancouver

      Silva GP da, Regalo SCH. Análise do padrão funcional do sistema estomatognático em indivíduos portadores do vírus da imunodeficiência humana. 2014 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020