Exportar registro bibliográfico

Construção, utilização e avaliação dos efeitos de protocolo de prevenção de úlceras por pressão em Unidade de Terapia Intensiva (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: VASCONCELOS, JOSILENE DE MELO BURITI - EERP
  • Unidade: EERP
  • Sigla do Departamento: ERG
  • Subjects: ÚLCERA POR PRESSÃO; PREVENÇÃO DE DOENÇAS; UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA; ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM; ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS
  • Keywords: Evidence-Based Practice; Intensive Care Unit; Nursing Care; Prática Baseada em Evidências; Pressure ulcer; Prevenção; Prevention; Úlcera por pressão; Unidade de Terapia Intensiva
  • Language: Português
  • Abstract: A prevenção de úlcera por pressão representa grande desafio no ambiente hospitalar, especialmente na Unidade de Terapia Intensiva, mediante a diversidade de fatores de risco apresentados pelos pacientes. A pesquisa teve como objetivo avaliar o efeito da construção e utilização de um protocolo embasado em evidências para prevenção de úlcera por pressão em Unidade de Terapia Intensiva, nas ações de enfermagem e na incidência do evento. Foi realizada na Unidade de Terapia Intensiva de hospital universitário, de João Pessoa, Paraíba, após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa. O percurso metodológico foi construído a partir das etapas do processo da adoção de uma inovação conforme Rogers, utilizando-se as abordagens quanti e qualitativa, em três fases: pré-intervenção, intervenção e pós- intervenção. Nas fases pré e pós-intervenção, por meio de dois estudos, investigou- se a realidade caracterizando-se as ações dos profissionais para prevenção durante a higiene corporal e a incidência de úlcera por pressão. A fase de intervenção possibilitou a construção e utilização do protocolo de prevenção de úlcera por pressão com a participação dos profissionais de saúde da Unidade de Terapia Intensiva, utilizando-se como estratégias o grupo focal, a avaliação da concordância pelos profissionais e o desenvolvimento de ações educativas, visando à persuasão para a adoção das recomendações. Os resultados das fases pré e pós-intervenção foram comparados utilizando testes estatísticos para verificar o impacto da utilização do protocolo. No estudo qualitativo, desenvolvido durante a fase de intervenção, a análise e interpretação dos depoimentos dos profissionais foram realizadas pela técnica de análise de conteúdo conforme Bardin. A comparação dos resultados dos estudos das fases pré e pós-intervenção evidenciou que a utilização doprotocolo influenciou a prática clínica dos profissionais de enfermagem, observando-se mudanças significativas na adoção de medidas de prevenção como: avaliação do risco para úlcera por pressão utilizando a Escala de Braden durante a internação do paciente (p<0,001), incremento na utilização do hidratante corporal (p<0,001), inspeção da pele nas proeminências ósseas em todas as regiões corporais (p<0,001), aumento da utilização do lençol móvel para elevação do paciente do leito durante a movimentação (p<0,001), utilização de travesseiros para proteger as proeminências ósseas do joelho (p=0,015) e sob as panturrilhas para manter os calcâneos flutuantes (p<0,005). Observou-se ainda aumento na utilização de coberturas para proteção da pele nas áreas de proeminências ósseas (p=0,005). Quanto à incidência de úlcera por pressão observou-se diferença estatisticamente significante (p=0,0069) entre as duas fases da pesquisa com redução do índice de 35,7% (pré-intervenção) para 8,3% (pós-intervenção). Identificou-se que as variáveis associadas à ocorrência de úlcera por pressão foram: uso de antibióticos, vasoconstrictores, ventilação mecânica; tempo prolongado de internação; menores escores na Escala de Braden e de Glasgow. Os resultados denotam a importância da utilização do protocolo de prevenção de úlcera por pressão no serviço e ressaltam a necessidade do envolvimento da instituição na manutenção de um programa de educação permanente que envolva a equipe multiprofissional, no provimento de recursos humanos e materiais para garantir a continuidade na adoção das boas práticas para prevenção de úlcera por pressão e no monitoramento contínuo do problema
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.03.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VASCONCELOS, Josilene de Melo Buriti; CALIRI, Maria Helena Larcher. Construção, utilização e avaliação dos efeitos de protocolo de prevenção de úlceras por pressão em Unidade de Terapia Intensiva. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-21052014-192211/ >.
    • APA

      Vasconcelos, J. de M. B., & Caliri, M. H. L. (2014). Construção, utilização e avaliação dos efeitos de protocolo de prevenção de úlceras por pressão em Unidade de Terapia Intensiva. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-21052014-192211/
    • NLM

      Vasconcelos J de MB, Caliri MHL. Construção, utilização e avaliação dos efeitos de protocolo de prevenção de úlceras por pressão em Unidade de Terapia Intensiva [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-21052014-192211/
    • Vancouver

      Vasconcelos J de MB, Caliri MHL. Construção, utilização e avaliação dos efeitos de protocolo de prevenção de úlceras por pressão em Unidade de Terapia Intensiva [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-21052014-192211/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021