Exportar registro bibliográfico

Proposta de tratamento para hipersensibilidade dentinária à base de biovidro em diferentes veículos: estudo morfológico in vitro (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated author: ELMADJIAN, THAIS REGINA - FO
  • School: FO
  • Sigla do Departamento: ODD
  • Subjects: SENSIBILIDADE DA DENTINA; BIOMATERIAIS; DENTINA; MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE VARREDURA
  • Language: Português
  • Abstract: Os tratamentos para a hipersensibilidade dentinária (HD) não exibem efetividade em longo prazo, o que justifica a busca por novos tratamentos. O uso do biovidro por ser um material bioestimulador com capacidade de promover deposição de hidroxiapatita seria um tratamento promissor na redução da HD em longo prazo. Neste sentido, o objetivo deste estudo foi comparar in vitro o efeito do pó de biovidro associado a diferentes veículos na obliteração de túbulos dentinários expostos antes e após desafio erosão/abrasão (DEA). Dois fragmentos da porção cervical da raiz de 36 dentes humanos uniradiculares tiveram o cemento removido com curetas periodontais. A seguir, para mimetizar a HD, a dentina exposta foi tratada com ácido fosfórico a 37% por 1 min para abertura dos túbulos. Os fragmentos foram distribuídos nos seguintes grupos experimentais (n=12): G1: Controle: nenhum tratamento adicional; G2: biovidro com ácido fosfórico a 30%; G3: Gluma Desensitizer; G4: Gluma Desensitizer com biovidro; G5: irradiação com laser de Nd:YAG e G6: biovidro com irradiação com o laser de Nd:YAG. A irradiação com laser de Nd:YAG (1.064 nm; 1,0 W, 15 Hz, 66 mJ) foi realizada por 10 s por quatro vezes, com intervalos de 10 s, no modo contato e em varredura. Após a realização dos tratamentos dos diferentes grupos experimentais todos os espécimes ficaram armazenados em saliva artificial por 14 dias. Os dois fragmentos de uma mesma raiz foram submetidos ao mesmo tratamento e, de forma aleatória, um (Continua)(Continuação) fragmento foi submetido ao DEA e o outro não. Este desafio foi realizado por meio da imersão dos espécimes em ácido cítrico a 1 % (pH 3,75), por 2 min, seguido da imersão em 15 ml de saliva artificial por 60 min. Após, os espécimes foram submetidos à escovação (270 ciclos em suspensão de dentifrício e saliva artificial para cada espécime) e à lavagem ao final deste DEA. Estes procedimentos foram repetidos 3 vezes ao dia por 3 dias. Então, estes espécimes foram armazenados em saliva artificial por 24 h. Após as incubações em saliva artificial todos os espécimes dos diferentes grupos experimentais foram preparados para análise morfológica por microscopia eletrônica de varredura (MEV). As eletromicrografias de varredura foram analisadas qualitativamente e quantitativamente, onde a área relativa de túbulos abertos em relação à área total das imagens com e sem DEA foram comparadas pelo teste ANOVA complementado pelo teste de Tukey (p<0,05). As maiores alterações morfológicas da dentina apareceram nos grupos Nd:YAG e o grupo biovidro + ácido fosfórico a 30%. Os grupos Nd:YAG não foram considerados na análise qualitativa porque a irradiação não aconteceu de forma homogênea. O grupo Gluma sem DEA apresentou área relativa de túbulos abertos significantemente menor que todos os outros grupos com e sem DEA. Houve uma tendência de redução de área relativa de túbulos dentinários abertos nos grupos com biovidro após o DEA, especialmente no grupo biovidro + ácido fosfórico a 30%. Conclui-se que o pó de biovidro nos diferentes veículos testados não foi capaz de induzir a obliteração dos túbulos dentinários expostos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.04.2014
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ELMADJIAN, Thais Regina; MARQUES, Marcia Martins. Proposta de tratamento para hipersensibilidade dentinária à base de biovidro em diferentes veículos: estudo morfológico in vitro. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-12082014-190238/ >.
    • APA

      Elmadjian, T. R., & Marques, M. M. (2014). Proposta de tratamento para hipersensibilidade dentinária à base de biovidro em diferentes veículos: estudo morfológico in vitro. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-12082014-190238/
    • NLM

      Elmadjian TR, Marques MM. Proposta de tratamento para hipersensibilidade dentinária à base de biovidro em diferentes veículos: estudo morfológico in vitro [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-12082014-190238/
    • Vancouver

      Elmadjian TR, Marques MM. Proposta de tratamento para hipersensibilidade dentinária à base de biovidro em diferentes veículos: estudo morfológico in vitro [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-12082014-190238/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020