Exportar registro bibliográfico

Avaliação de desempenho termodinâmico e ambiental de cenários de cogeração elétrica em usinas autônomas (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: GUERRA, JOÃO PAULO MACEDO - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PQI
  • Subjects: COGERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA; CICLO DE VIDA (AVALIAÇÃO)
  • Keywords: ANÁLISE ENERGÉTICA
  • Language: Português
  • Abstract: A descentralização do setor de eletricidade brasileiro associado à premente necessidade de aumento da oferta de energia elétrica tem fomentado a busca por fontes alternativas para produção de energia elétrica. Este fato motiva empresas do setor sucroalcooleiro a produzir eletricidade a partir da queima do bagaço de cana-de-açúcar em sistemas de cogeração, elevando dessa forma a capacidade de geração de energia elétrica exatamente no período de menor oferta hídrica. A geração de eletricidade a partir da biomassa canavieira revela-se uma opção interessante, pois além de ser produzida de forma distribuída e próxima aos centros consumidores, tem criado oportunidades a destilarias e usinas de açúcar para aumentarem seus portfólios de produtos. Nesse aspecto, o presente estudo se propõe a apresentar e discutir possibilidades de cogeração de energia elétrica em usinas autônomas (destilarias) em diferentes condições de processo e operação. Para atender a estes propósitos, foram definidos cenários de cogeração e desenvolvidos modelos para simulação e análise da produção de energia térmica e elétrica bem como estimar os impactos ambientais associados, considerando um sistema de cogeração que opera através do ciclo Rankine, que é o sistema mais utilizado pelas usinas brasileiras. Os cenários foram analisados a partir das técnicas de Análise Exergética (Análise Termodinâmica de Primeira e Segunda Lei) e Avaliação de Ciclo de Vida (ACV). Adotou-se para o caso da avaliação ambiental um enfoque do “berço ao portão da fábrica”, conforme diretrizes metodológicas descritas nas normas ISO 14040 e 14044. A unidade funcional adotada foi “gerar 1,0 MWh de eletricidade excedente em sistema de cogeração energética”. O sistema de produto compreende as cargas ambientais da etapa industrial e da produção agrícola da cana-de-açúcar.Especialistas no setor e pesquisadores da área sugerem concentrar esforços de melhoria de desempenho termodinâmico na elevação das propriedades de estado do vapor na saída da caldeira de 20 bar até 100 bar, e simulação de sistemas de cogeração com reaquecimento e regeneração, que são melhorias técnicas próprias de centrais termelétricas, mas com potencial de aproveitamento pelo setor sucroalcooleiro. Os cenários foram projetados com base em diferentes combinações dessas condições considerando duas possibilidades de utilização da biomassa como fonte de energia térmica: exclusivamente bagaço de cana-de-açúcar; e uma composição de bagaço e palha. A comparação dos desempenhos termodinâmicos e ambientais dos cenários ocorreu principalmente em termos da geração específica de eletricidade, da eficiência exergética, do perfil destruição de exergia ao longo do ciclo e dos perfis de impactos ambientais potenciais. Os resultados obtidos indicam que a eficiência exergética é aumenta com a elevação das funções de estado do vapor superaquecido na alimentação da turbina, e ao aumento do grau de complexidade do ciclo Rankine, conseguido à medida que arranjos com reaquecimento e regeneração são integrados ao ciclo. Esses arranjos mostraram-se efetivos na melhoria dos desempenhos exergético e ambiental dos sistemas de cogeração a partir da queima do bagaço e da palha da cana-de-açúcar. Em termos de desempenho ambiental, observou-se a redução sistêmica de efeitos negativos associada ao aumento da eficiência do ciclo termodinâmico. Os resultados da ACV ratificaram também, que a melhoria da eficiência exergética do sistema é seguida de redução de impactos ambientais.Os melhores resultados ambientais, tanto em termos relativos, como absolutos, foram obtidos aproveitando a palha como fonte de energia térmica na caldeira, na condição de geração de vapor a 100 bar e 511°C, com ciclo Rankine que utiliza reaquecimento e regeneração simultaneamente, numa proposta chamada de ciclo Resultante, cuja redução de impactos ambientais ocorreu entre 5,3% e 15,6% nas categorias analisadas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.06.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GUERRA, João Paulo Macedo; KULAY, Luiz Alexandre. Avaliação de desempenho termodinâmico e ambiental de cenários de cogeração elétrica em usinas autônomas. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-18032015-154610/pt-br.php >.
    • APA

      Guerra, J. P. M., & Kulay, L. A. (2014). Avaliação de desempenho termodinâmico e ambiental de cenários de cogeração elétrica em usinas autônomas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-18032015-154610/pt-br.php
    • NLM

      Guerra JPM, Kulay LA. Avaliação de desempenho termodinâmico e ambiental de cenários de cogeração elétrica em usinas autônomas [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-18032015-154610/pt-br.php
    • Vancouver

      Guerra JPM, Kulay LA. Avaliação de desempenho termodinâmico e ambiental de cenários de cogeração elétrica em usinas autônomas [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-18032015-154610/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021