Exportar registro bibliográfico

Estudo da relação entre pressão de perfusão coronariana e função cardíaca em ratos endotoxêmicos (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: LORIGADOS, CLARA BATISTA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCM
  • Subjects: RATOS WISTAR; ENDOTOXINAS; DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM ANIMAL; CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA
  • Keywords: Cardiovascular diseases; Circulação coronária; Coronary circulation; Doenças cardiovasculares; Endotoxemia; Endotoxemia; Perfusão; Perfusion; Ratos Wistar; Rats Wistar
  • Language: Português
  • Abstract: Pacientes sépticos com disfunção miocárdica apresentam mortalidade significativamente superior comparados aos sépticos sem alteração cardiovascular. Vários mecanismos contribuem para disfunção orgânica na sepse, como diminuição de perfusão tecidual. A sepse está relacionada a alterações na microcirculação e na permeabilidade capilar que apresentam papel fundamental na fisiopatologia das disfunções orgânicas. O objetivo do estudo foi analisar o papel da pressão de perfusão coronariana como fator determinante do fluxo sanguíneo na microcirculação miocárdica e sua correlação com a função cardíaca sistólica e diastólica em ratos endotoxêmicos. Ratos machos, Wistar, 300g, receberam LPS 10 mg/kg ip. Após uma hora e meia da injeção, um cateter de pressão-volume foi locado no VE e um cateter pressórico na artéria femoral para aquisição dos parâmetros hemodinâmicos cardíacos e sistêmicos respectivamente. Foram estudados os ratos que apresentaram choque endotoxêmico (PAM<= 65 mmHg). Um grupo foi tratado com norepinefrina iv e outro com araminol iv, para atingir PAM de 85 mmHg. Para o estudo do fluxo sanguíneo, microesferas amarelas (15 um) foram injetadas no VE para analisar a microcirculação cardíaca. O coração foi analisado em três partes: VD, região epicárdica e região subendocárdica do VE. O estudo demonstrou uma redução de 58% na PPC e de 50% no fluxo miocárdico nos ratos com choque endotoxêmico. Houve queda de 34% na dP/dt max e 15% na dP/dt min comparados ao controle. Os parâmetros de função cardíaca sistólica volume-independentes, Ees e dP/dtmax / EDV, também apresentaram redução. Nos ratos tratados com norepinefrina, observou-se aumento da PPC (38 ± 2 vs. 59 ± 3 mmHg, LPS vs. LPS+NOR) e do fluxo sanguíneo miocárdico (2,0 ± 0,6 vs. 6,2 ± 0,8 mL/min.g tecido, LPS vs. LPS+NOR) e os índices de função cardíaca sistólica e diastólica mostraram
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.07.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LORIGADOS, Clara Batista; VELASCO, Irineu Tadeu. Estudo da relação entre pressão de perfusão coronariana e função cardíaca em ratos endotoxêmicos. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5167/tde-27082014-142206/ >.
    • APA

      Lorigados, C. B., & Velasco, I. T. (2014). Estudo da relação entre pressão de perfusão coronariana e função cardíaca em ratos endotoxêmicos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5167/tde-27082014-142206/
    • NLM

      Lorigados CB, Velasco IT. Estudo da relação entre pressão de perfusão coronariana e função cardíaca em ratos endotoxêmicos [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5167/tde-27082014-142206/
    • Vancouver

      Lorigados CB, Velasco IT. Estudo da relação entre pressão de perfusão coronariana e função cardíaca em ratos endotoxêmicos [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5167/tde-27082014-142206/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021