Exportar registro bibliográfico

Efeito imunodepressor do exercício em equinos submetidos a provas de enduro de diferentes distâncias, suplementados ou não com glutamina (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: SIQUEIRA, RENATA FARINELLI DE - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCM
  • Subjects: CORRIDA DE CAVALOS (EFEITOS); ESTRESSE (VETERINÁRIA); FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO (VETERINÁRIA); SUPLEMENTOS ALIMENTARES PARA ANIMAIS (EFEITOS)
  • Keywords: Cavalo; Endurance; Enduro; Glutamina; Glutamine; Horse; Linfócitos; Lymphocytes; Oxidative stress
  • Language: Português
  • Abstract: Os objetivos desse trabalho foram avaliar se provas de enduro de diferentes distâncias causam estresse em equinos treinados, avaliar os efeitos das provas de enduro de diferentes distâncias sobre a atividade dos linfócitos e a relação com a imunocompetência dos equinos atletas e investigar a suplementação alimentar com glutamina como possível atenuante desse efeito depressivo do estresse sobre o sistema imunológico. Foram utilizados 33 cavalos treinados para enduro, 13 em 80 km, 14 em 120 km e 6 em 160 km, avaliados em 4 provas. Metade dos cavalos de cada categoria recebeu suplementação com glutamina via oral 30 dias antes e 14 dias após as provas. Amostras de sangue venoso foram colhidas antes (M0), imediatamente após a última inspeção veterinária (M1), 3 horas depois (M2) e nos haras 3 (M3), 7 (M4), e 14 dias (M5). Houve aumento dos níveis de cortisol, amônia, neutrófilos, aumento da relação neutrófilos/linfócitos e diminuição da contagem de linfócitos em M1 e M2 em todos os cavalos. Houve diminuição da relação CD4/CD8 nos animais de 120 (M2, M3 e M4) e 160 km (M3) que não receberam suplementação e diminuição de IFN em todos os cavalos. Nos suplementados, houve diminuição da relação CD4/CD8 em 80 (M2), 120 (M2 e M3) e 160 km (M3 e M4) e aumento tardio de IFN (M4 e M5) nos cavalos de 80 e 120 km. As concentrações de IL-2, IL-4 e IL-10 aumentaram após a prova em todos os cavalos, porém, nos suplementados o aumento foi maior ou mais prolongado. Com base nesses resultados, nãofoi possível observar estresse nos animais, nem imunodepressão, embora a suplementação tenha exercido efeito sobre os linfócitos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.04.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SIQUEIRA, Renata Farinelli de; FERNANDES, Wilson Roberto. Efeito imunodepressor do exercício em equinos submetidos a provas de enduro de diferentes distâncias, suplementados ou não com glutamina. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-31072014-133212/ >.
    • APA

      Siqueira, R. F. de, & Fernandes, W. R. (2014). Efeito imunodepressor do exercício em equinos submetidos a provas de enduro de diferentes distâncias, suplementados ou não com glutamina. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-31072014-133212/
    • NLM

      Siqueira RF de, Fernandes WR. Efeito imunodepressor do exercício em equinos submetidos a provas de enduro de diferentes distâncias, suplementados ou não com glutamina [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-31072014-133212/
    • Vancouver

      Siqueira RF de, Fernandes WR. Efeito imunodepressor do exercício em equinos submetidos a provas de enduro de diferentes distâncias, suplementados ou não com glutamina [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-31072014-133212/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021