Exportar registro bibliográfico

Resistência da planta daninha capim-branco (Chloris polydactyla) ao herbicida glyphosate (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: BRUNHARO, CAIO AUGUSTO DE CASTRO GROSSI - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LPV
  • Subjects: PLANTAS DANINHAS (RESISTÊNCIA); CURVAS DE CRESCIMENTO; HERBICIDAS; CURVAS DE DOSE-RESPOSTA
  • Language: Português
  • Abstract: Recentemente, tem sido constatadas falhas no controle da planta daninha capim-branco (Chloris polydactyla) pelo herbicida glyphosate em áreas de culturas anuais e perenes no Brasil. Suspeita-se que estas falhas sejam decorrentes da seleção de populações resistentes desta planta daninha ao glyphosate. No entanto, até o momento, poucos relatos estão disponíveis na literatura caracterizando estas falhas. Esta pesquisa teve como objetivo a caracterização dos níveis de suscetibilidade de populações que apresentaram falha de controle, assim como estudar seus mecanismos de resistência. Também foi objetivo do trabalho analisar comparativamente o crescimento das populações suscetíveis e as supostamente resistentes ao glyphosate e avaliar a eficácia de herbicidas considerados alternativos ao glyphosate. Na primeira etapa, foram estudadas 87 populações do capim-branco vinda de diferentes regiões do Brasil, das quais duas sobreviveram ao experimento designado "screening". Esses dois biótipos, 59 e 69, juntamente com outras 15 populações suscetíveis, foram submetidos a experimentos de dose-resposta para a caracterização de suas suscetibilidades e determinação da dose eficiente de controle, da qual foi calculada em 705,41 g e.a. ha-1 de glyphosate. Em seguida, os biótipos supostamente resistentes foram comparados a um biótipo suscetível (34) para o cálculo do fator de resistência, que variou entre 3,92 e 7,95, confirmando a resistência dos biótipos. Não foi possível inferir claramenteque existem diferenças de crescimento entre os biótipos resistente e suscetível que implicaria em custo adaptativo do biótipo resistente. No entanto, fica evidente que nas fases iniciais de crescimento, o biótipo 34S foi ou superior ou estatisticamente igual ao biótipo 69R. Não foi possível estabelecer uma relação entre diferenças de suscetibilidade entre os biótipos, portanto, a resistência do biótipo 69R ao glyphosate não alterou sua suscetibilidade aos herbicidas alternativos ao glyphosate aqui estudados. Na pós-emergência, clethodim e fenoxaprop-P-ethyl foram eficientes para controlar os biótipos 34S e 69R, enquanto que em pré-emergência, todos os herbicidas testados foram eficientes. O biótipo 69R absorveu menor quantidade de 14glyphosate em relação ao biótipo 34S em todos os tratamentos, do qual foi estatisticamente inferior àqueles contendo 14glyphosate + surfactante não-iônico (0,25%), 14glyphosate + sulfato de amônio (3kg ha-1) e 14glyphosate isolado. O tratamento que proporcionou maior absorção para ambos os biótipos foi o 14glyphosate + surfactante não-iônico. O biótipo 69R teve absorção máxima (Amax) 17% inferior ao biótipo 34S e maior retenção de 14glyphosate na folha tratada. O acúmulo de ácido chiquímico no biótipo 34S foi 2,56 vezes maior que no biótipo 69R. Mutações no gene que codificam a EPSPs dos biótipos 34S e 69R não foram observadas. Por fim, baseando-se nos dados aqui obtidos, é possível afirmar que a absorção reduzida, bem como a maior retenção do14glyphosate nas folhas do biótipo 69R, possuem papel importante na resistência desse biótipo ao glyphosate
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.07.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BRUNHARO, Caio Augusto de Castro Grossi; CHRISTOFFOLETI, Pedro Jacob. Resistência da planta daninha capim-branco (Chloris polydactyla) ao herbicida glyphosate. 2014.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-11082014-172048/ >.
    • APA

      Brunharo, C. A. de C. G., & Christoffoleti, P. J. (2014). Resistência da planta daninha capim-branco (Chloris polydactyla) ao herbicida glyphosate. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-11082014-172048/
    • NLM

      Brunharo CA de CG, Christoffoleti PJ. Resistência da planta daninha capim-branco (Chloris polydactyla) ao herbicida glyphosate [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-11082014-172048/
    • Vancouver

      Brunharo CA de CG, Christoffoleti PJ. Resistência da planta daninha capim-branco (Chloris polydactyla) ao herbicida glyphosate [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-11082014-172048/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021