Exportar registro bibliográfico

Comparação dos efeitos da dopamina e noradrenalina no tratamento da hipotensão decorrente de sepse grave/choque séptico em cães por meio da avaliação da microcirculação (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated author: ROSSETTO, THAÍS COLOMBO - FMVZ
  • School: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCI
  • Subjects: CÃES (PATOLOGIA); INFECÇÕES BACTERIANAS (VETERINÁRIA); NEUROTRANSMISSORES (EFEITOS); NORADRENALINA (EFEITOS)
  • Keywords: Hipoperfusão; Hypoperfusion; Microcirculação; Microcirculation; OPS; Sepse grave; Sever sepsis; Vasoactive; Vasoativo
  • Language: Português
  • Abstract: A sepse é uma síndrome clínica que ocasiona alterações hemodinâmicas promovendo hipoperfusão, disfunção orgânica e hipotensão responsiva ou não à ressuscitação volêmica. Os pacientes hipotensos não responsivos a expansão volêmica usualmente são tratados com medicações vasoativas. O emprego desses fármacos tais como noradrenalina e dopamina, nessa situação tornam-se imprescindíveis, porém não obstante o fato de restaurarem a pressão arterial podem comprometer a microcirculação. Assim, o presente estudo teve por objetivo avaliar comparativamente os efeitos da dopamina e noradrenalina para o tratamento da hipotensão decorrente de sepse em cães, por meio da imagem espectral obtida através da polarização ortogonal (OPS), correlacionando estes resultados com parâmetros hemodinâmicos metabólicos e convencionais de oxigenação. Para tanto, foram utilizados 14 cadelas em sepse grave decorrente de piometra apresentando no mínimo duas variáveis da resposta inflamatória sistêmica e no mínimo uma variável de disfunção orgânica na avaliação inicial e que foram submetidas a cirurgia de ovariosalpingohisterectomia. A microcirculação foi avaliada por meio da técnica de imagem obtida através da polarização ortogonal (OPS) da mucosa sublingual durante a cirurgia, e os animais cuja pressão arterial média (PAM) não atingisse valores superiores a 65 mmHg após administração de 15ml/kg em 15 minutos de solução de Ringer com lactato, foram randomizados em dois grupos distintos (Dopamina ouNoradrenalina) de acordo com o fármaco vasoativo a ser empregado para restabelecer a PAM para valores acima de 65 mmHg. Os agentes foram administrados em infusão contínua em dose crescente até a PAM alvo. Parâmetros hemodinâmicos, de ventilação e oxigenação bem como o índice de fluxo microvascular, densidade capilar e o escore DE BACKER, foram obtidos em diferentes tempos de avaliação. Não houve diferença estatística entre os grupos estudados nos parâmetros cardiovasculares, hemodinâmicos, ventilatórios, de oxigenação e da microcirculação encontrados com o OPS. Entretanto, no grupo Dopamina verificou-se incremento significativo dos parâmetros de densidade e fluxo capilar quando a PAM alvo foi alcançada. Por outro lado, todos os animais tratados com a noradrenalina alcançaram a PAM alvo sem outra intervenção terapêutica, enquanto que, dois animais do grupo Dopamina necessitaram de resgate de noradrenalina para o restabelecimento da PAM. Ademais a noradrenalina restabeleceu a pressão arterial mais rapidamente e com maior eficácia que a dopamina. Deste modo, conclui-se que tanto a dopamina quanto a noradrenalina quando empregadas para o tratamento de hipotensão decorrente da sepse grave/choque séptico, não prejudicam a microcirculação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.02.2014
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ROSSETTO, Thaís Colombo; FANTONI, Denise Tabacchi. Comparação dos efeitos da dopamina e noradrenalina no tratamento da hipotensão decorrente de sepse grave/choque séptico em cães por meio da avaliação da microcirculação. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-18072014-130952/ >.
    • APA

      Rossetto, T. C., & Fantoni, D. T. (2014). Comparação dos efeitos da dopamina e noradrenalina no tratamento da hipotensão decorrente de sepse grave/choque séptico em cães por meio da avaliação da microcirculação. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-18072014-130952/
    • NLM

      Rossetto TC, Fantoni DT. Comparação dos efeitos da dopamina e noradrenalina no tratamento da hipotensão decorrente de sepse grave/choque séptico em cães por meio da avaliação da microcirculação [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-18072014-130952/
    • Vancouver

      Rossetto TC, Fantoni DT. Comparação dos efeitos da dopamina e noradrenalina no tratamento da hipotensão decorrente de sepse grave/choque séptico em cães por meio da avaliação da microcirculação [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-18072014-130952/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022