Exportar registro bibliográfico

Evolução da viviparidade nas serpentes da tribo Hydropsini (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: BRAZ, HENRIQUE BARTOLOMEU PEREIRA - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCI
  • Subjects: REPRODUÇÃO ANIMAL (EVOLUÇÃO); SERPENTES (REPRODUÇÃO); RÉPTEIS (REPRODUÇÃO); EVOLUÇÃO ANIMAL (ESTUDO)
  • Keywords: Casca do ovo; Cold-climate hypothesis; Eggshell; Glândulas da casca; Hipótese do clima frio; Modos reprodutivos; Reproductive modes; Shell glands; Squamata; Squamata
  • Language: Português
  • Abstract: A oviparidade é o modo reprodutivo ancestral dos répteis e a viviparidade surgiu diversas vezes independentemente nos Squamata. O cenário evolutivo mais aceito para a evolução da viviparidade em répteis Squamata propõe que ela é uma adaptação a baixas temperaturas e que resulta de aumentos graduais e progressivos na quantidade de desenvolvimento embrionário ocorrendo dentro do útero antes da postura dos ovos. Essa transição é frequentemente tida como irreversível. No presente trabalho as cobras-dágua da tribo Hydropsini foram utilizadas como modelo para testar de forma comparativa diversas predições derivadas desse cenário. Especificamente, foi avaliado se a evolução da viviparidade na tribo (1) seria um fenômeno irreversível, (2) se ela seria associada a modificações na morfologia uterina e na espessura da casca do ovo e (3) se ela seria correlacionada a regiões de climas frios. Diferentes métodos de análise não corroboram a suposta irreversibilidade da viviparidade e sugerem que a oviparidade em algumas espécies possa ser resultado de reversões. A aquisição da viviparidade em Hydropsini foi acompanhada de modificações importantes na morfologia uterina que incluem a diminuição das dimensões das glândulas uterinas que secretam o material que compõe a casca de ovo. A hipótese de que os aumentos na retenção uterina são acompanhados por diminuição na espessura da casca do ovo não foi corroborada. Por fim, o teste das predições da hipótese do clima frio não obteve suporte parabaixas temperaturas como pressão seletiva favorecendo a origem da viviparidade nos Hydropsini. Hipóteses alternativas para explicar a origem da viviparidade na tribo são exploradas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.08.2013
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BRAZ, Henrique Bartolomeu Pereira; SANTOS, Selma Maria de Almeida. Evolução da viviparidade nas serpentes da tribo Hydropsini. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-24062014-102635/ >.
    • APA

      Braz, H. B. P., & Santos, S. M. de A. (2013). Evolução da viviparidade nas serpentes da tribo Hydropsini. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-24062014-102635/
    • NLM

      Braz HBP, Santos SM de A. Evolução da viviparidade nas serpentes da tribo Hydropsini [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-24062014-102635/
    • Vancouver

      Braz HBP, Santos SM de A. Evolução da viviparidade nas serpentes da tribo Hydropsini [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-24062014-102635/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021