Exportar registro bibliográfico

Relações entre fatores ambientais e espécies florestais por metodologias de processos pontuais (2014)

  • Authors:
  • Autor USP: FRADE, DJAIR DURAND RAMALHO - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCE
  • Subjects: DISTRIBUIÇÃO NORMAL; ESTATÍSTICA DESCRITIVA; DISTRIBUIÇÃO DE POISSON; DISTRIBUIÇÕES (PROBABILIDADE)
  • Language: Português
  • Abstract: O padrão espacial de espécies em florestas nativas pode fornecer evidências sobre a estrutura da comunidade vegetal. Fatores ambientais podem influenciar o padrão espacial das espécies, como as características edáficas e processos que dependem da densidade, como competição intra e interespecífica. Desse modo, a pesquisa da relação entre as características ambientais e o padrão espacial de espécies florestais pode ajudar a entender a dinâmica de florestas. O objetivo deste estudo foi empregar técnicas da análise de processos pontuais para verificar o efeito de fatores ambientais sobre a ocorrência de espécies florestais. A área de estudo foi a Estação Ecológica de Assis (EEA), da unidade de Conservação do Estado de São Paulo em parcelas permanentes, dentro do projeto "Diversidade, dinâmica e conservação em florestas do Estado de São Paulo: 40 ha de parcelas permanentes" do programa Biota da FAPESP. A descrição do padrão espacial das espécies mais abundantes na área de estudo foi avaliada pela função K proposta por Ripley e suas extensões para processo não homogêneos, por meio das coordenadas geográficas das espécies com circunferência na altura do peito igual ou superior a 15 cm. Modelos do Processo Poisson Homogêneo, Processo Poisson Não Homogêneos e do Processo Log Gaussiano de Cox foram ajustados para cada espécie. Foi utilizado o critério de AIC para selecionar o modelo que melhor se ajusta aos dados. Testes de diagnósticos dos modelos foram feitos utilizando a função Knão homogênea sob a hipótese de Completa Aleatoriedade Espacial. Os resultados indicaram que as espécies mais abundantes na EEA apresentam um padrão de distribuição agregado, ou seja, o número esperado de indivíduos próximos de um evento qualquer é maior do que esperado para uma distribuição aleatória. Conforme esperado, os fatores ambientais desempenharam um importante papel para explicar a distribuição espacial das espécies, porém, os resultados indicaram que existe uma variação espacialmente estruturada que não foi incluída na análise que é imprescindível para um bom ajuste dos modelos. Portanto os resultados sugerem que outros fatores não incluídos nos modelos e dados disponíveis podem estar determinando os padrões espaciais além das (co)variáveis medidas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.01.2014
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FRADE, Djair Durand Ramalho; RIBEIRO JUNIOR, Paulo Justiniano. Relações entre fatores ambientais e espécies florestais por metodologias de processos pontuais. 2014.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11134/tde-04042014-095854/ >.
    • APA

      Frade, D. D. R., & Ribeiro Junior, P. J. (2014). Relações entre fatores ambientais e espécies florestais por metodologias de processos pontuais. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11134/tde-04042014-095854/
    • NLM

      Frade DDR, Ribeiro Junior PJ. Relações entre fatores ambientais e espécies florestais por metodologias de processos pontuais [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11134/tde-04042014-095854/
    • Vancouver

      Frade DDR, Ribeiro Junior PJ. Relações entre fatores ambientais e espécies florestais por metodologias de processos pontuais [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11134/tde-04042014-095854/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021