Exportar registro bibliográfico

Avaliação da resposta metabólica muscular pela espectroscopia de fósforo na intolerância ao exercício e em controles assintomáticos (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: BAFFA, AUGUSTO DO PRADO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: ESPECTROSCOPIA; RESSONÂNCIA MAGNÉTICA; FÓSFORO; METABOLISMO ENERGÉTICO; MÚSCULOS; MIOPATIAS MITOCONDRIAIS
  • Language: Português
  • Abstract: A espectroscopia por ressonância magnética do fósforo (ERM-‘POT.31’-P) permite de forma não invasiva, analisar in vivo o metabolismo energético do músculo para quantificar a função mitocondrial. O objetivo desse trabalho é validar um método confiável de avaliação da função mitocondrial através da ERM-‘POT.31’P em controles e em pacientes com miopatia mitocondrial claramente diagnosticada,. O grupo controle foi composto por 18 sujeitos sedentários e o grupo de paciente foi composto por 12 pacientes com intolerância ao exercício e biopsia muscular com alteração compatível com miopatia mitocondrial. Todos os indivíduos realizaram um exercício de flexão plantar até a exaustão. O equipamento utilizado para aquisição dos espectros de ‘ANTPOT. 31 P’ foi um tomógrafo de ressonância magnética da marca Philips modelo Achieva com campo magnético de 3T. Os espectros foram processados no programa jMRUI estimando o pH e as concentrações relativas de fosforocreatina (PCr) e de fósforo inorgânico (Pi) dos músculos gastrocnêmio e sóleo. O programa Origin foi utilizado para normalizar os valores da recuperação após o exercício pelos valores de repouso, quantificar a variação do pH e das concentrações relativas de PCr e Pi, assim como os ajustes exponenciais das concentrações relativas para estimadas as constantes de tempo de recuperação inicial (1/2Tc) e total (Tc). O valor médio do Tc para a PCr e o Pi do grupo de pacientes foi menor quando comparado com o grupo controle. A variação do pH logo após o exercício foi maior no grupo controle. Já a 1/2Tc e a variação da PCr e do Pi não mostraram diferenças estatisticamente significativas entre os grupos. No grupo controle foi observada uma correlação entre a idade e a Tc da PCr. Indivíduos com intolerância ao exercício, mesmo com 1/2Tc similar ou ainda com Tc da PCr menor que os controles, porem comresistência a queda do pH após o exercício pode sugerir uma adaptação do metabolismo energético muscular compatível com miopatia mitocondrial. Os dados deste trabalho demonstraram que analise da constante de tempo da recuperação total da PCr em indivíduos saudáveis pode ser utilizado para avaliar quantitativamente a função mitocondrial
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.11.2013

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BAFFA, Augusto do Prado; SANTOS, Antonio Carlos dos. Avaliação da resposta metabólica muscular pela espectroscopia de fósforo na intolerância ao exercício e em controles assintomáticos. 2013.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2013.
    • APA

      Baffa, A. do P., & Santos, A. C. dos. (2013). Avaliação da resposta metabólica muscular pela espectroscopia de fósforo na intolerância ao exercício e em controles assintomáticos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Baffa A do P, Santos AC dos. Avaliação da resposta metabólica muscular pela espectroscopia de fósforo na intolerância ao exercício e em controles assintomáticos. 2013 ;
    • Vancouver

      Baffa A do P, Santos AC dos. Avaliação da resposta metabólica muscular pela espectroscopia de fósforo na intolerância ao exercício e em controles assintomáticos. 2013 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021