Exportar registro bibliográfico

NLRP3 inflamassoma: uma plataforma molecular importante no contrle da infecção por Leishmania spp (2013)

  • Authors:
  • USP affiliated author: LIMA JÚNIOR, DJALMA DE SOUZA - FMRP
  • School: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: LEISHMANIA; MACRÓFAGOS; RECEPTORES IMUNOLÓGICOS
  • Language: Português
  • Abstract: Parasitos do género Leishmania são agentes causadores da leishmaniose em humanos, doença que afeta mais de 12 milhões de pessoas, sendo que 350 milhões correm o risco de contrair a doença em todo mundo. Os parasitas replicam no interior de macrófagos e modulam negativamente diversas vias de sinalização nessas células, incluindo aquelas envolvidas na ativação da imunidade inata. Os principais mecanismos responsáveis pela resistência do hospedeiro envolvem a expressão de NOS2 e produção de óxido nítrico, um processo regulado de forma transcricional que ainda não é completamente entendido em macrófagos infectados com Leishmania. Estudos têm demonstrado que a ativação de receptores da imunidade inata em células, tais como macrófagos, é crucial para a iniciação da resposta imune. Essa iniciação é alcançada quando receptores presentes nas células do hospedeiro detectam componentes microbianos ou sinais de perigo. Membros da família dos receptores do tipo NOD, dentre eles o NLRP3, tem emergido como importantes sensores de micróbios e danos celulares. NLRP3 regula a formação do inflamassoma, uma plataforma molecular que contém a caspase-l ativa. Esse receptor pode ser ativado pela geração de espécies reativas de oxigénio, efluxo de ‘K POT.+’, dano lisossomal ou após o reconhecimento de patógenos intracelulares. Neste estudo, nós avaliamos o envolvimento do inflamassoma de NLRP3 na resistência do hospedeiro contra Leishmania. Nós demonstramos que o inflamassoma de NLRP3 é uma importante plataforma da imunidade inata para a restrição da infecção por Leishmania tanto in vitro quanto in vivo. A ativação do inflamassoma de NLRP3 foi crítica para o controle da replicação do parasito em culturas de macrófagos e in vivo, demonstrado através da infecção de camundongos deficientes para o inflamassoma com L. (L.) amazonensis, L. (V.) braziliensis e L. (L.) intentamchagasi. A produção de IL-1β mediada pelo inflamassoma foi crucial para a resistência do hospedeiro à infecção, uma vez que sua sinalização via IL-lR/MyD88 foi importante e suficiente para induzir a produção de óxido nitrico mediado pela NOS2. Neste trabalho, nós identificamos uma plataforma molecular critica para a resistência contra a infecção por Leishmania spp. e descrevemos os mecanismos moleculares que explicam a produção de óxido nítrico induzida por Leishmania. Dessa forma, este estudo liga a sinalização imune inata em macrófagos com a resistência do hospedeiro a doenças crónicas e persistentes como a leishmaniose
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.10.2013

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA JÚNIOR, Djalma de Souza; ZAMBONI, Dario Simões. NLRP3 inflamassoma: uma plataforma molecular importante no contrle da infecção por Leishmania spp. 2013.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2013.
    • APA

      Lima Júnior, D. de S., & Zamboni, D. S. (2013). NLRP3 inflamassoma: uma plataforma molecular importante no contrle da infecção por Leishmania spp. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Lima Júnior D de S, Zamboni DS. NLRP3 inflamassoma: uma plataforma molecular importante no contrle da infecção por Leishmania spp. 2013 ;
    • Vancouver

      Lima Júnior D de S, Zamboni DS. NLRP3 inflamassoma: uma plataforma molecular importante no contrle da infecção por Leishmania spp. 2013 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020