Exportar registro bibliográfico

Aplicação do poli(ε-caprolactona) com estrutura estrelada para obtenção de microesferas biorreabsorvíveis (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CUNHA, TATIANA FRANCO DA - IPEN
  • Unidades: IPEN
  • Subjects: POLÍMEROS (MATERIAIS); MATERIAIS BIOMÉDICOS; PROPRIEDADES DOS MATERIAIS; CROMATOGRAFIA; RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NUCLEAR; RADIAÇÃO GAMA; ANÁLISE DE FOURIER EM VÁRIAS VARIÁVEIS; ANÁLISE ESPECTROSCÓPICA
  • Language: Português
  • Abstract: O poli(ε-caprolactona) (PCL) é um polímero biocompatível e biodegradável, aprovado pelo Food and Drug Administration (FDA) para ser usado como biomaterial. Diversos estudos utilizando sua forma linear ou ramificada têm demonstrado resultados promissores para seu uso no desenvolvimento de dispositivos médicos e em aplicações na área farmacêutica. O objetivo deste trabalho foi utilizar o PCL com estrutura estrelada (PCLE) para obter microesferas biorreabsorvíveis. Primeiramente realizou-se a avaliação das propriedades físico-químicas do PCLE por meio da cromatografia de permeação em gel (GPC), ressonância magnética de prótons (1H-RMN) e carbono (13C-RMN), calorimetria exploratória diferencial (DSC) e espectrometria por infravermelho com transformada de Fourier (FT-IR). A avaliação toxicológica do PCLE foi obtida por meio do ensaio de citotoxicidade utilizando células CHO-K1 e o corante vital 5-(3-carboximethoxifenil)-2-(4,5-dimetiltiazolil)-3-(4-sulfofenil) tetrazolium e do acoplador de elétrons fenazine metilssulfato (MTS/PMS). O ensaio de biodegradação foi conduzido em pH 7,4 na presença de lipase a 37 ºC. Após essas análises o PCLE foi utilizado para preparação de esferas por meio de emulsão complexa A/O/A. O PCLE foi caracterizado como um polímero de baixa massa molar, com dispersão de tamanho unimodal e cerca de 68,8 % de suas moléculas apresentaram estrutura estrelada com três braços. Em relação às propriedades térmicas o PCLE apresentou temperatura de fusão de57,3 ºC e temperatura de transição vítrea de -54,3 ºC. A avaliação da citotoxicidade mostrou que o extrato de PCLE é compatível com o metabolismo celular. As microesferas obtidas a partir do PCLE, por emulsão A/O/A apresentaram polidispersão de tamanho
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.05.2012
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CUNHA, ^Tatiana^Franco^da; HIGA, Olga Zazuco. Aplicação do poli(&epsilon;-caprolactona) com estrutura estrelada para obtenção de microesferas biorreabsorvíveis. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85131/tde-30092013-160552/ >.
    • APA

      Cunha, ^T. ^F. ^da, & Higa, O. Z. (2012). Aplicação do poli(&epsilon;-caprolactona) com estrutura estrelada para obtenção de microesferas biorreabsorvíveis. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85131/tde-30092013-160552/
    • NLM

      Cunha ^T^F^da, Higa OZ. Aplicação do poli(&epsilon;-caprolactona) com estrutura estrelada para obtenção de microesferas biorreabsorvíveis [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85131/tde-30092013-160552/
    • Vancouver

      Cunha ^T^F^da, Higa OZ. Aplicação do poli(&epsilon;-caprolactona) com estrutura estrelada para obtenção de microesferas biorreabsorvíveis [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85131/tde-30092013-160552/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020