Exportar registro bibliográfico

Desenvolvimento e caracterização físico-química de um sistema para liberação intracanal de Epigalocatequina-3-galato e seu efeito na cor dos dentes (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: FERREIRA, DANIELLY CUNHA ARAÚJO - FORP
  • Unidade: FORP
  • Sigla do Departamento: 807
  • Subjects: TRATAMENTO DO CANAL RADICULAR (MEDICAMENTOS;EFEITOS ADVERSOS); DENTE (ALTERAÇÃO); COR
  • Keywords: alteração de cor dental; análise físico-química; dental colour change; epigallocatechin gallate; epigalocatequina-3-galato; intracanal dressing; medicação intracanal; physic-chemical analysis
  • Language: Português
  • Abstract: O chá-verde apresenta efeitos terapêuticos na saúde geral, principalmente em função da epigalocatequina-3-galato (EGCG), componente com comprovada ação antioxidante, antiinflamatória, antimicrobiana, inativadora de endotoxina bacteriana e mineralizadora. Nesse sentido, a EGCG poderia apresentar papel promissor como medicação intracanal, durante o tratamento endodôntico de dentes portadores de necrose pulpar e lesão periapical. Assim, o objetivo deste estudo foi desenvolver um sistema de liberação tópica de EGCG, para uso no interior do sistema de canais radiculares, caracterizar suas propriedades físico-químicas bem como avaliar a possível alteração de cor dental após sua aplicação no interior dos canais radiculares de dentes decíduos e permanentes. Inicialmente, foi realizada a caracterização físico-química da EGCG por meio de espectrofotometria em Ultravioleta/Visível (UV/Vis), fluorescência e titulação potenciométrica. A seguir, foi desenvolvida uma formulação para liberação tópica prolongada de EGCG, utilizando um veículo viscoso (PEG 400). O comportamento espectral desse novo sistema de liberação de EGCG foi avaliado em função do tempo (1, 2, 3, 4, 5, 6, 24 e 27 horas) e na presença de dentes (decíduos e permanentes). Para a análise da possível alteração de cor dental, foram utilizados 20 dentes decíduos e 20 dentes permanentes, uniradiculares, recém-extraídos, provenientes do Banco de Dentes da FORP-USP. A cor da coroa dos dentes foi determinada antes (dia 0) e 21, 42 e 56 dias após a aplicação intracanal de EGCG, veiculada em água ou PEG 400, com auxílio do espectrofotômetro digital VITA Easyshade. De acordo com os resultados físico-químicos, o espectro de absorção da EGCG na região do UV/Vis apresentou um pico máximo em 274 nm e na fluorescência um pico máximo de absorção em 393 nm. A EGCG apresentou estabilidade em função do tempo e emmeio ácido, tendo comportamento espectral alterado em contato com dentes decíduos e permanentes. Em meio básico o espectro de absorção da EGCG em luz UV/Vis foi alterado para 323 nm. O sistema de liberação tópica intracanal de EGCG não alterou suas propriedades físico-químicas, mantendo os valores de absorção em UV/Vis (278 nm) e fluorescência (377 nm), sua estabilidade em função do tempo e não alterou seu comportamento espectral em contato com dentes decíduos e permanentes. A aplicação do sistema proposto de liberação tópica da EGCG, no interior dos canais radiculares de dentes decíduos e permanentes, não causou alteração de cor dental significativa, após o período de 21, 42 e 56 dias. Com base nas metodologias e nos resultados obtidos no presente estudo pode-se concluir que a EGCG apresenta fluorescência e estabilidade em função do tempo e em meio ácido, enquanto em meio básico e na presença de elementos dentais seu comportamento espectral sofre alteração. O sistema desenvolvido para liberação controlada da EGCG manteve suas propriedades físico-químicas, apresentou estabilidade em função do tempo e não foi alterou seu comportamento espectral na presença dos elementos dentais. Ainda, a aplicação intracanal deste sistema não causou alteração de cor da coroa dental
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.06.2013
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, Danielly Cunha Araújo; DALDEGAN, Andiara de Rossi. Desenvolvimento e caracterização físico-química de um sistema para liberação intracanal de Epigalocatequina-3-galato e seu efeito na cor dos dentes. 2013.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-26072013-094705/ >.
    • APA

      Ferreira, D. C. A., & Daldegan, A. de R. (2013). Desenvolvimento e caracterização físico-química de um sistema para liberação intracanal de Epigalocatequina-3-galato e seu efeito na cor dos dentes. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-26072013-094705/
    • NLM

      Ferreira DCA, Daldegan A de R. Desenvolvimento e caracterização físico-química de um sistema para liberação intracanal de Epigalocatequina-3-galato e seu efeito na cor dos dentes [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-26072013-094705/
    • Vancouver

      Ferreira DCA, Daldegan A de R. Desenvolvimento e caracterização físico-química de um sistema para liberação intracanal de Epigalocatequina-3-galato e seu efeito na cor dos dentes [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-26072013-094705/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021