Exportar registro bibliográfico

Estudos de caracterização e regulação da produção de leucinostatinas produzidas pelo fungo Paecilomyces lilacinus, utilizando LC-MS/MS (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: MARTINEZ, ANA FLÁVIA CANOVAS - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 593
  • Subjects: HERBICIDAS; PEPTÍDEOS; ANTIBIÓTICOS
  • Language: Português
  • Abstract: Metabolitos secundários de origem microbiana continuam sendo uma valiosa fonte para o isolamento de substâncias bioativas de grande importância para a indústria farmacêutica e agro-química. Dentre a grande diversidade de classes químicas produzidas por microrganismos, os peptídeos antibióticos têm recebido uma atenção especial por apresentarem uma grande heterogeneidade estrutural, contendo aminoácidos ligados de forma usual e não usual, por serem encontrados em diversos organismos e apresentam atividade biológica contra inúmeros invasores patogênicos, incluindo bactérias Grampositivas e Gram-negativas. O objetivo principal deste trabalho consistiu no desenvolvimento de um método analítico empregando LC-MS/MS nos estudos metabolômico de regulação e caracterização das leucinostatinas produzidas pelo fungo Paecilomyces lilacinus. O método desenvolvimento foi eficiente, pois possibilitou a separação das principais leucinostatinas produzidas pelo fungo Paecilomyces lilacinus e o desenvolvimentos de métodos de espectrometria de massas sequencial possibilitou a caracterização de 6 novas estruturas de compostos pertencentes a classe das leucinostatinas. Estes resultados evidenciam a importância no desenvolvimento de métodos eficiente de LC-MS/MS para análise de lipopeptideos em extratos brutos, devido à existência de compostos isômeros. As leucinostatinas (F, D, B2, S, A e K) mais abundantes foram separadas por cromatografia liquida em escala preparativa. Os ensaios de fitotoxicidade apontaram que, além da leucinostatina A já descrita na literatura como fitotóxica, todas demais com exceção da leucinostatina K, apresentaram atividade fitotóxica. Também foram realizados diversos estudos de regulação para a produção de leucinostatinas, buscando a compreensão racional dos processos de produção destes compostos. Foram avaliadas 16 diferentes fontes de carbono, 12 fontes denitrogênio e 5 concentrações diferentes de fosfatos. As fontes de nitrogénio orgânicas foram mais eficientes para a produção de leucinostatinas, desde que elas não apresentem alta concentração de aminoácidos livres. A melhor fonte de carbono empregada foi a glicose. Com base nos resultados observado, a composição nutricional do meio de cultivo mais promissor para a produção das leucinostatinas é composto por glicose (20g), caseína (2,5g), Zn‘SO IND. 4’ 7 ‘H IND. 2’O (0,0015 g), Fe‘SO IND. 4’ 7‘H IND. 2’O (0,0005 g), ‘H IND. 3’‘BO IND. 3’ (0,0003 g), Cu‘SO IND. 4’ 5‘H IND. 2’O (0,00015 g), ‘Na IND. 2’Mo‘O IND. 4’ 2‘H IND. 2’O (0,0001 g), Ca‘Cl IND. 2’ 2‘H IND. 2’O (0,05 g), Mg‘SO IND. 4’ 7‘H IND. 2’O (0,4 g) NaCI (1 g), KCI (I g) e ‘H IND. 3’P‘O IND. 4’ (85 %) (5 ml ). A adição de ‘Mn POT. 2+’ diminui a produção das leucinostatinas. Em contrapartida, a presença de ‘Zn POT. 2+’ e do ‘Mg POT. 2+’ são tons indispensáveis para a produção destes compostos, atuando como co-fatores da enzima isopropil-malato sintase. Os resultados mostraram que nao ocorre incorporação de aminoácidos livres no meio de cultivo durante a biossíntese das leucinostatinas, e que a presença destes aminoácidos livres não é eficiente para a produção das leucinostatinas, nas condições de fermentação empregadas. A adição de alguns inibidores da enzima aceto-lactato sintase (ALS) não foram eficientes para o bloqueio da produção das leucinas, evidenciando a utilização de outras vias biossintéticas para a produção deste aminoácido. A análise fatorial com os nutrientes majoritários do meio de cultivo basal obteve o coeficiente de determinação (‘R POT 2’) igual a 0,82, que indica que 82% da variabilidade das respostas são explicadas por ele. Esse valor indica que o modelo é estatisticamente significativo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.07.2013

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARTINEZ, Ana Flávia Canovas; MORAES, Luiz Alberto Beraldo de. Estudos de caracterização e regulação da produção de leucinostatinas produzidas pelo fungo Paecilomyces lilacinus, utilizando LC-MS/MS. 2013.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2013.
    • APA

      Martinez, A. F. C., & Moraes, L. A. B. de. (2013). Estudos de caracterização e regulação da produção de leucinostatinas produzidas pelo fungo Paecilomyces lilacinus, utilizando LC-MS/MS. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Martinez AFC, Moraes LAB de. Estudos de caracterização e regulação da produção de leucinostatinas produzidas pelo fungo Paecilomyces lilacinus, utilizando LC-MS/MS. 2013 ;
    • Vancouver

      Martinez AFC, Moraes LAB de. Estudos de caracterização e regulação da produção de leucinostatinas produzidas pelo fungo Paecilomyces lilacinus, utilizando LC-MS/MS. 2013 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021