Exportar registro bibliográfico

Diversidade genética de inhame (Dioscorea trifida L.) avaliada por marcadores morfológicos, SSR e ISSR (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: NASCIMENTO, WELLINGTON FERREIRA DO - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LGN
  • Subjects: DIVERSIDADE GENÉTICA; INHAME; MARCADOR MOLECULAR; RAÍZES E TUBÉRCULOS ALIMENTÍCIOS
  • Language: Português
  • Abstract: Dioscorea trifida L. é uma espécie de inhame comestível originária da América do Sul, que em conjunto com outras espécies importantes economicamente do gênero Dioscorea é mantida por pequenos agricultores tradicionais. Assim, observa-se que as comunidades tradicionais exercem um papel fundamental na manutenção e geração da diversidade genética de inhame.O objetivo deste trabalho foi obter informações a respeito da distribuição, manejo e diversidade genética de D. trifida no Brasil. Para tanto, foram visitados e entrevistados agricultores dos Estados de São Paulo, Santa Catarina e Mato Grosso. Durante as visitas, foram coletados 51 acessos, os quais, juntamente com dois acessos adquiridos em feiras livres no Estado do Amazonas, foram caracterizados por meio de 16 descritores morfológicos, 16 ISSR e oito SSR.Observou-se que o cultivo de D. trifida ocorre na maioria das vezes em roças com menos de dois hectares (92%) mantidas por agricultores tradicionais, com a produção ocorrendo em baixa escala, visando principalmente a subsistência das pessoas envolvidas com o cultivo e manutenção da espécie. Dentre as denominações encontradas para a espécie, as mais citadas foram "cará roxo", em 43,4% das unidades amostrais, "cará" e "cará branco", ambos observados em 9,4%, e "cará mimoso", com 7,6%. Observou-se também uma regionalização dessas denominações, onde "cará roxo" esendo que "cará" e "cará mimoso" foram atribuídos pelos agricultores de Santa Catarina. Os nomes "cará roxo" e "cará" foram também atribuídos aos dois acessos da Amazônia. Além dessas, várias outras denominações para a espécie foram encontradas, porém com baixa frequência. Na caracterização morfológica observou-se que as cores da casca e da polpa foram os caracteres morfológicos mais relevantes para a distinção dos acessos. O nível de polimorfismo entre os acessos foi elevado, 95% para SSR e 76% para ISSR. O coeficiente de similaridade de Jaccard, bem como os resultados obtidos com as análises de agrupamento, coordenadas principais e bayesiana para os marcadores SSR e ISSR, separaram os acessos em três grupos principais: I - acessos de Ubatuba-SP; II - acessos de Iguape-SP e SantaCatarina; III - acessos de Mato Grosso. Os dois acessos do Amazonas variaram de posição de acordo com a região genômica analisada. A maior parte da diversidade genética foi observada dentro dos grupos formados (66,5% e 60,6% para ISSR and SSR, respectivamente), embora a diversidade entre grupos tenha sido de considerável magnitude, mostrando a estruturação dos acessos de acordo com sua origem, o que foi comprovado pela correlação baixa, mas significativa entre as distâncias genéticas e geográficas dos acessos. Portanto, os resultados obtidos para os marcadores SSR e ISSR demonstraram que a diversidade genética dos acessos de D. trifida mantidos por pequenos agricultores tradicionais doBrasil está levemente estruturada no espaço geográfico amostrado. Estes resultados poderão auxiliar na elaboração de estratégias de conservação para a espécie, tanto ex situ como in situ, dentro da visão de conservação on farm
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.08.2013
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NASCIMENTO, Wellington Ferreira do; VEASEY, Elizabeth Ann. Diversidade genética de inhame (Dioscorea trifida L.) avaliada por marcadores morfológicos, SSR e ISSR. 2013.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-10102013-083032/ >.
    • APA

      Nascimento, W. F. do, & Veasey, E. A. (2013). Diversidade genética de inhame (Dioscorea trifida L.) avaliada por marcadores morfológicos, SSR e ISSR. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-10102013-083032/
    • NLM

      Nascimento WF do, Veasey EA. Diversidade genética de inhame (Dioscorea trifida L.) avaliada por marcadores morfológicos, SSR e ISSR [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-10102013-083032/
    • Vancouver

      Nascimento WF do, Veasey EA. Diversidade genética de inhame (Dioscorea trifida L.) avaliada por marcadores morfológicos, SSR e ISSR [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-10102013-083032/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021