Exportar registro bibliográfico

Estudo prospectivo para avaliar a evolução radiológica de 12 pacientes portadores de esclerodermia da face e perfil demográfico, manifestações clínicas e alterações laboratoriais de 34 casos (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: CARETA, MARIANA FIGUEIROA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MDT
  • Subjects: ESTUDOS PROSPECTIVOS; IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA; Face; MANIFESTAÇÕES NEUROLÓGICAS; DOENÇAS DO COLÁGENO
  • Keywords: Esclerodermia localizada/epidemiologia; Estudos prospectivos; Eye manifestations; Face; Face; Follow-up studies; Imagem por ressonância magnética; Immune system diseases; Investigação laboratorial; Laboratory research; Magnetic resonance imaging; Manifestações neurológicas; Manifestações oculares; Neuroimagem; Neuroimaging; Neurologic manifestations; Prospective studies; Scleroderma, localized; Scleroderma, localized/epidemiology; Seguimento; Signs and symptoms; Sinais e sintomas; Brain diseases/diagnosis; Collagen diseases; Doenças do colágeno; Doenças do sistema imune; Encefalopatias/diagnóstico; Esclerodermia localizada
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A esclerodermia é rara doença do tecido conectivo que se manifesta através da esclerose cutânea e variável acometimento sistêmico. Duas categorias de esclerodermia são conhecidas: esclerose sistêmica, caracterizada por esclerose cutânea e acometimento visceral e a esclerodermia localizada ou morfeia que classicamente apresenta evolução benigna e autolimitada, confinada a pele e/ou tecidos subjacentes. Estudos recentes demonstram que a forma localizada possa eventualmente apresentar acometimento de órgãos internos e morbidade variável. Objetivo: Neste estudo objetivamos determinar as características demográficas, a prevalência de manifestações sistêmicas e alterações laboratoriais, bem como a associação com doenças autoimunes, em pacientes com esclerodermia da face. Métodos: Pacientes com esclerodermia localizada, incluindo os casos de esclerodermia em golpe de sabre, síndrome de Parry-Romberg e morfeia em placas com acometimento facial, foram avaliados e submetidos à investigação neurológica, incluindo exame clínico neurológico e ressonância magnética de crânio, e avaliação oftalmológica. Após 3 anos, o subgrupo de pacientes disponível para seguimento foi ressubmetido à ressonância magnética. Resultados: Foram estudados 34 pacientes com esclerodermia localizada da face. Deste total, 64,7% apresentavam uma ou mais manifestações extracutâneas, sendo cefaleia a queixa mais frequente, encontrada em 61,8% dos pacientes. Dos 23 pacientes submetidos à avaliaçãoneurológica, 56,5% apresentaram alterações neurológicas possivelmente associadas à esclerodermia. Alterações à ressonância magnética foram observadas em 50% dos casos. O achado mais frequente foi a presença de lesões parenquimatosas com alteração de sinal em 50% dos pacientes. Dos pacientes que apresentavam alteração neurológica, 80% também apresentavam alguma alteração à ressonância magnética. Doze pacientes foram ressubmetidos a novo exame após 3 anos. Em todos os pacientes os achados de imagem se mantiveram inalterados. Durante esse intervalo de 3 anos, 25% dos pacientes apresentaram sinais de atividade da esclerodermia. Quanto à avaliação oftalmológica, 67,9% dos pacientes avaliados apresentaram alteração, sendo os achados mais frequentes a ocorrência de alterações orbiculares da esclerodermia (20,6%) e xeroftalmia (10,7%). Conclusão: Pacientes com esclerodermia localizada da face apresentam alta prevalência de alterações neurológicas e oftalmológicas. Baseado nestes achados, sugerimos que todos os casos de esclerodermia localizada da face devam ser detalhadamente examinados quanto à presença de alterações sistêmicas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.07.2013
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARETA, Mariana Figueiroa; LEITE, Claudia da Costa; ROMITI, Ricardo. Estudo prospectivo para avaliar a evolução radiológica de 12 pacientes portadores de esclerodermia da face e perfil demográfico, manifestações clínicas e alterações laboratoriais de 34 casos. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-17102013-124203/ >.
    • APA

      Careta, M. F., Leite, C. da C., & Romiti, R. (2013). Estudo prospectivo para avaliar a evolução radiológica de 12 pacientes portadores de esclerodermia da face e perfil demográfico, manifestações clínicas e alterações laboratoriais de 34 casos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-17102013-124203/
    • NLM

      Careta MF, Leite C da C, Romiti R. Estudo prospectivo para avaliar a evolução radiológica de 12 pacientes portadores de esclerodermia da face e perfil demográfico, manifestações clínicas e alterações laboratoriais de 34 casos [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-17102013-124203/
    • Vancouver

      Careta MF, Leite C da C, Romiti R. Estudo prospectivo para avaliar a evolução radiológica de 12 pacientes portadores de esclerodermia da face e perfil demográfico, manifestações clínicas e alterações laboratoriais de 34 casos [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-17102013-124203/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021