Exportar registro bibliográfico

Influência da adição de óleo de soja no perfil oxidativo de concentrado para bovino (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BUENO, JULIANA LISBOA BIOTTO CARVALHO - FZEA
  • Unidades: FZEA
  • Sigla do Departamento: ZAB
  • Subjects: ÓLEO DE SOJA; REFINO; REAÇÕES ORGÂNICAS; RAÇÃO
  • Keywords: Degummed soybean oil; Densidade energética; Energy density; Óleo degomado; Óleo refinado; Rancidity; Rancificação; Refined soybean oil
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste trabalho foi estudar o perfil oxidativo de concentrados para bovinos adicionados de óleo de soja, refinado e degomado, em um período de armazenamento de 15 dias, sob as temperaturas de 25ºC e 40ºC. Foram formados cinco grupos de alimentos: controle (C) sem adição de óleo, tratamentos (T) 1, 2, 3 e 4 com adição de 2, 4, 6 e 8%, respectivamente, de óleo de soja refinado ou degomado. Para tal, foram avaliados os índices de peróxidos e de acidez. Com relação à influência da temperatura de estocagem, ao longo do período experimental à 25ºC, não houve alteração com relação aos valores de índice de peróxido quando se adicionou óleo de soja refinado aos concentrados, contudo, à 40ºC, houve aumento observando-se um valor máximo em torno de 0,9 mEq/kg de concentrado. O índice de acidez do óleo refinado extraído dos concentrados armazenados à 25ºC não foi alterado ao longo do período de armazenamento, e à 40ºC resultou em aumento de 19, 25, 44 e 44% para os respectivos T1, T2, T3 e T4 em relação ao controle. Quanto à influência do tipo de óleo processado na oxidação lipídica dos concentrados armazenados à 40ºC, a adição de óleo de soja refinado não alterou os índices de peróxidos dos concentrados ao longo dos 15 dias de experimento, e para o degomado observou-se um aumento no 3º dia de armazenamento em 57%, 44%, 123% e 93% para os respectivos T1, T2, T3 e T4, em relação ao controle. Também, o efeito da adição de óleo de soja degomado resultou em aumento do índice deacidez de 21%, 36%, 43% e 57% a partir do 5º dia de experimento, em relação ao 1º dia. Conclui-se que durante os 15 dias de armazenamento, houve diferença no perfil oxidativo dos concentrados adicionados de óleo de soja quando se comparou as temperaturas de 25ºC e 40ºC, mas se manteve inalterado quando se avaliou os tipos de óleo refinado e degomado em diferentes porcentagens. Assim, a adição de óleo de soja refinado ou degomado não altera o perfil oxidativo do concentrado para bovino sob as condições deste estudo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.02.2012
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BUENO, Juliana Lisboa Biotto Carvalho; MELO, Mariza Pires de. Influência da adição de óleo de soja no perfil oxidativo de concentrado para bovino. 2012.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-23092013-104125/ >.
    • APA

      Bueno, J. L. B. C., & Melo, M. P. de. (2012). Influência da adição de óleo de soja no perfil oxidativo de concentrado para bovino. Universidade de São Paulo, Pirassununga. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-23092013-104125/
    • NLM

      Bueno JLBC, Melo MP de. Influência da adição de óleo de soja no perfil oxidativo de concentrado para bovino [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-23092013-104125/
    • Vancouver

      Bueno JLBC, Melo MP de. Influência da adição de óleo de soja no perfil oxidativo de concentrado para bovino [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-23092013-104125/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020