Exportar registro bibliográfico

Puberdade e a vida útil reprodutiva das fêmeas suínas (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANTO, TACIA ANTUNES DEL - FMVZ
  • Unidades: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VNP
  • Subjects: COMPORTAMENTO REPRODUTIVO ANIMAL; ESTRO ANIMAL; HORMÔNIOS SEXUAIS (VETERINÁRIA); REPRODUÇÃO APLICADA ANIMAL; SUÍNOS (REPRODUÇÃO)
  • Keywords: "Flushing" alimentar; "Flushing" food; Ciclo estral; Estrous cycle; Exogenous gonadotropins; Gonadotrofinas exógenas; Longevidade; Longevity; Productivity; Produtividade
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo teve como objetivo verificar o efeito do uso de gonadotrofinas exógenas na indução do estro à puberdade em marrãs, e "flushing" alimentar no ciclo estral que antecede a primeira inseminação artificial na vida útil reprodutiva. O experimento foi realizado na Granja Barreiro (Suinocultura Rosetto) Cerqueira César/SP. Foram utilizadas 96 fêmeas da puberdade ao 1° parto, e 68 fêmeas selecionadas das 96 com ordem de parto do primeiro ao sexto para a avaliação associativa com a vida útil reprodutiva. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado em um fatorial 2x2 sendo um fator a combinação hormonal H,( 600 UI de eCG e após 72 horas, 2,5 mg de LH porcino) (H) e o estímulo do macho (M). O fator "flushing" alimentar correspondeu ao esquema com restrição (R) e o adotado na granja (G). Os tratamentos foram: HR - hormônio e "flushing"; HG - hormônio e esquema alimentar da granja; MR - macho e "flushing" e MG - macho e esquema alimentar da granja. As informações foram obtidas a partir do banco de dados existente na propriedade onde o experimento foi realizado. As variáveis análisadas foram: número de estros pós-indução, total de nascidos (TN), nascidos vivos (NV), natimortos (NT), mumificados (MM) e intervalo entre partos (ITP). Cinco dias após a aplicação do tratamento hormonal, 31,37% (H) das fêmeas manifestaram características de estro quando comparado ao tratamento M, onde 11,62% apresentaram estro. O tratamento H mostrou maior sincronismo nasmanifestações dos estros, diferente do tratamento M que apresentou maior dispersão ao longo dos ciclos. Não houve diferença estatística nas características de primeiro parto entre os tratamentos hormônio e "flushing", tanto quanto nas suas interações (P>0,05). Não houve influência dos tratamentos na produtividade dos animais nas diferentes parições (P>0,05). Portanto, apesar do maior sincronismo apresentado pela combinação hormonal em comparação com o estímulo natural somente pela presença do macho, não houve diferenças quanto à produtividade associativa do primeiro parto e demais partos nas características avaliadas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.12.2012
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTO, Tacia Antunes Del; MORETTI, Aníbal de Sant' Anna. Puberdade e a vida útil reprodutiva das fêmeas suínas. 2012.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10135/tde-29052013-102720/ >.
    • APA

      Santo, T. A. D., & Moretti, A. de S. ' A. (2012). Puberdade e a vida útil reprodutiva das fêmeas suínas. Universidade de São Paulo, Pirassununga. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10135/tde-29052013-102720/
    • NLM

      Santo TAD, Moretti A de S' A. Puberdade e a vida útil reprodutiva das fêmeas suínas [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10135/tde-29052013-102720/
    • Vancouver

      Santo TAD, Moretti A de S' A. Puberdade e a vida útil reprodutiva das fêmeas suínas [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10135/tde-29052013-102720/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020