Exportar registro bibliográfico

Avaliação da redistribuição postmortem de opiáceos através de determinação em humor vítreo e sangue cardíaco e periférico humanos (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANCHES, LIVIA RENTAS - FCF
  • Unidades: FCF
  • Sigla do Departamento: FBC
  • Subjects: TOXICOLOGIA FORENSE; ANÁLISE TOXICOLÓGICA; ESPECTROMETRIA DE MASSAS; MORTE (MÉTODOS ANALÍTICOS); DROGAS DE ABUSO (ANÁLISE;INVESTIGAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: O uso abusivo de substâncias psicoativas cresce a cada dia em diferentes segmentos da sociedade mundialmente. Aumentos significativos no número de ocorrências de óbito com envolvimento de tais substâncias têm sido reportados nas últimas décadas. A classe dos opiáceos está figurada entre as substâncias de maior prevalência nesse contexto. Em toxicologia forense análises toxicológicas conduzidas em amostras postmortem podem auxiliar se substâncias químicas tiveram influência no óbito. A realização dessas análises e interpretação dos resultados obtidos nesses casos é bastante complexa devido à deterioração sofrida pelos cadáveres, e também pela ocorrência de um fenômeno denominado redistribuição postmortem, responsável pela transferência de substâncias após a morte a favor de gradiente de concentração. Em geral, as substâncias são transferidas de órgãos como fígado, coração, pulmões e trato gastrointestinal, para locais de menor concentração, afetando principalmente o sangue da região central e órgãos adjacentes. O humor vítreo apesar de considerado um espécime não-convencional, pode ser bastante útil principalmente em casos onde não há amostras sanguíneas disponíveis para coleta. Esse espécime se apresenta como uma matriz menos propensa à decomposição bacteriana além de ser menos afetado pela redistribuição postmortem por sua localização mais afastada dos sítios centrais. Desta forma, um método para quantificação de opiáceos (morfina livre e total, codeína e 6-acetilmorfina) em sangue (cardíaco e periférico) e em humor vítreo humanos coletados postmortem foi desenvolvido e validado. O método mostrou ser preciso eficiente e sensível, com limite de quantificação de 10 ng/ml. Amostras de 7 casos postmortem com envolvimento de opiáceos foram analisadas com o intuito de verificar correlação nas concentrações entre os sítios e possível ocorrencia do fenomeno de redistribuição
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.12.2011

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANCHES, Livia Rentas; YONAMINE, Maurício. Avaliação da redistribuição postmortem de opiáceos através de determinação em humor vítreo e sangue cardíaco e periférico humanos. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-27082013-184438/ >.
    • APA

      Sanches, L. R., & Yonamine, M. (2011). Avaliação da redistribuição postmortem de opiáceos através de determinação em humor vítreo e sangue cardíaco e periférico humanos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-27082013-184438/
    • NLM

      Sanches LR, Yonamine M. Avaliação da redistribuição postmortem de opiáceos através de determinação em humor vítreo e sangue cardíaco e periférico humanos [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-27082013-184438/
    • Vancouver

      Sanches LR, Yonamine M. Avaliação da redistribuição postmortem de opiáceos através de determinação em humor vítreo e sangue cardíaco e periférico humanos [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-27082013-184438/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020