Exportar registro bibliográfico

Antenas impressas compactas para sistemas WIMAX (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: MORAES, LEONARDO BASTOS - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PTC
  • Subjects: ANTENAS; FRACTAIS
  • Language: Português
  • Abstract: Em muitas áreas da engenharia elétrica, tem-se direcionado atenção à miniaturização de componentes e equipamentos. Em particular, antenas não são exceções. Desde que Wheeler iniciou estudos sobre os limites fundamentais de miniaturização de antenas, o assunto tem sido discutido por muitos estudiosos e várias contribuições nesse sentido foram feitas desde então. Os avanços das últimas décadas na área de microeletrônica permitiram a miniaturização dos demais componentes empregados no desenvolvimento de equipamentos eletrônicos e disponibilizaram o uso de aparelhos compactos, leves e com diversas funcionalidades e aplicações comerciais. No entanto, ainda que a integração de circuitos seja uma realidade, a integração completa de um sistema de comunicação sem fio, incluindo a antena, é ainda um dos grandes desafios tecnológicos. No caso de antenas impressas procura-se continuamente desenvolver antenas que, além de compactas, apresentem maior largura de banda, ou operação em múltiplas bandas dada sua inerente característica de banda estreita em projetos convencionais. Neste trabalho, o foco está na miniaturização de antenas impressas através da aplicação de fractais. São apresentadas comparações entre antenas fractais quadradas de Minkowski e fractais triangulares de Koch. Inicialmente, antenas impressas com geometrias convencionais quadradas e triangulares foram projetadas para ter a mesma frequência de ressonância. Depois disso, as estruturas fractais de Minkowski Island e Koch Loop foram implementadas nas antenas quadrada e triangular, respectivamente, até a terceira iteração. As frequências escolhidas foram as de 2,4 GHz, 3,5 GHz, 5,0 GHz e 5,8 GHz. Diversos protótipos foram construídos em dois substratos de permissividade diferentes, o FR-4 e o DUROID 5870.Para validar os resultados foram construídas antenas na frequência de 3.5 GHz para as geometrias quadrada e triangular e suas iterações fractais. A contribuição deste trabalho está na análise sobre as vantagens e desvantagens de cada uma das estruturas propostas. Dependendo dos requisitos de um projeto, a opção pode ser por antenas miniaturizadas com maior largura de banda, como normalmente acontece em alguns projetos comerciais. Entretanto, o interesse por bandas estreitas muitas vezes pode ser um requisito, principalmente para emprego militar, onde por vezes a máxima discrição na transmissão é uma exigência. Além disso, também foi feita uma análise sobre as geometrias que atingiram maior miniaturização.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.09.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MORAES, Leonardo Bastos; BARBIN, Silvio Ernesto. Antenas impressas compactas para sistemas WIMAX. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3142/tde-26122013-161125/pt-br.php >.
    • APA

      Moraes, L. B., & Barbin, S. E. (2012). Antenas impressas compactas para sistemas WIMAX. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3142/tde-26122013-161125/pt-br.php
    • NLM

      Moraes LB, Barbin SE. Antenas impressas compactas para sistemas WIMAX [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3142/tde-26122013-161125/pt-br.php
    • Vancouver

      Moraes LB, Barbin SE. Antenas impressas compactas para sistemas WIMAX [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3142/tde-26122013-161125/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021