Exportar registro bibliográfico


Metrics:

A morte e o morrer: maior desafio de uma equipe de cuidados paliativos (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: ZAGO, MARCIA MARIA FONTAO - EERP
  • Unidade: EERP
  • DOI: 10.4025/cienccuidsaude.v11i5.17050
  • Subjects: CUIDADOS PALIATIVOS; MORTE; ANTROPOLOGIA CULTURAL E SOCIAL; EQUIPE DE ASSISTÊNCIA AO PACIENTE
  • Language: Português
  • Abstract: Esse estudo tem como objetivo interpretar os significados da morte e do morrer para uma Equipe de Cuidados Paliativos Oncológicos Domiciliar atribuídos pelos profissionais, por meio da análise etnográfica. Utilizou-se o referencial teórico-metodológico da antropologia interpretativa e do estudo de caso etnográfico. Os informantes foram oito profissionais membros de uma equipe interdisciplinar de Cuidados Paliativos, vinculada a um serviço público de Internação Domiciliar, de uma cidade do Sul do Brasil. Os dados foram coletados de junho a dezembro de 2008, por meio de entrevistas semiestruturadas e observações dos participantes. Ao interpretar os discursos dos profissionais compreendemos que os cuidados paliativos domiciliar possibilitam o reconhecimento da morte, no qual pode haver espaço para expressão de sentimentos de pacientes, familiares e profissionais. Esse contexto é um desafio que impõe uma reformulação contínua das crenças e símbolos sobre a morte, como não fugir do tema, o não ter medo da morte do outro, não ter medo dos seus próprios momentos de luta, de ruptura e de crise. No processo de viver a morte do outro, os profissionais fazem descobertas, sofrem, têm perdas, adquirem autoconhecimento, mas mantêm a possibilidade da reconciliação da vida com a morteEl objetivo de este estudio es interpretar los significados de la muerte y del morir para un Equipo de Cuidados Paliativos Oncológicos Domiciliario atribuidos por los profesionales, por medio del análisis etnográfico. Se tomó como referencial teórico y metodológico la antropología interpretativa y el estudio etnográfico. Los informantes fueron ocho profesionales miembros de un equipo interdisciplinario de Cuidados Paliativos, vinculado a un servicio público de Internación Domiciliaria, de una ciudad del Sur de Brasil. Los datos fueron reunidos entre de junio y diciembre de 2008, por medio de entrevistas semiestructuradas y observaciones participantes. Al interpretar los discursos de los profesionales comprendemos que los cuidados paliativos domiciliarios hacen posible el reconocimiento de la muerte, porque puede haber espacio para que los pacientes, familiares y profesionales expresen los sentimientos. Ese contexto constituye un desafío que impone una reformulación continua de las creencias y símbolos sobre la muerte, como no huir al tema, no tener miedo a la muerte del otro, no tener miedo a los propios momentos de lucha, de ruptura y de crisis. En el proceso de vivir la muerte del otro, los profesionales realizan descubrimientos, sufren, tienen pérdidas, adquieren autoconocimiento, pero mantienen la posibilidad de la reconciliación de la vida con la muerte
  • Imprenta:
  • Source:
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.4025/cienccuidsaude.v11i5.17050 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de assinatura
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: hybrid
    • Licença: cc-by

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RODRIGUES, Inês Gimenes; ZAGO, Márcia Maria Fontão. A morte e o morrer: maior desafio de uma equipe de cuidados paliativos. Ciência, Cuidado e Saúde, Maringá, v. 11, p. 31-38, 2012. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v10i5.17050 > DOI: 10.4025/cienccuidsaude.v11i5.17050.
    • APA

      Rodrigues, I. G., & Zago, M. M. F. (2012). A morte e o morrer: maior desafio de uma equipe de cuidados paliativos. Ciência, Cuidado e Saúde, 11, 31-38. doi:10.4025/cienccuidsaude.v11i5.17050
    • NLM

      Rodrigues IG, Zago MMF. A morte e o morrer: maior desafio de uma equipe de cuidados paliativos [Internet]. Ciência, Cuidado e Saúde. 2012 ; 11 31-38.Available from: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v10i5.17050
    • Vancouver

      Rodrigues IG, Zago MMF. A morte e o morrer: maior desafio de uma equipe de cuidados paliativos [Internet]. Ciência, Cuidado e Saúde. 2012 ; 11 31-38.Available from: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v10i5.17050


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021