Exportar registro bibliográfico

Violência no namoro entre jovens universitários no estado de São Paulo (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: FLAKE, TANIA ALDRIGHI - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MPR
  • Subjects: VIOLÊNCIA NA FAMÍLIA; FATORES DE RISCO; COMPORTAMENTO PSICOSSEXUAL; MAUS-TRATOS CONJUGAIS (PSICOLOGIA); ADULTOS; INTERAÇÃO INTERPESSOAL
  • Keywords: Corte/psicologia; Courtship; Depressão; Depression; Estudantes; Family violence; Interpersonal relations; Relações interpessoais; Risk factors; Spouse abuse/psychology; Undergraduate; Young adult; Adulto jovem; Agressão/psicologia; Agression/psychology
  • Language: Português
  • Abstract: O estudo faz parte de pesquisa multicêntrica "Estudo Internacional de Violência no Namoro - IDVS", usando seu instrumento padronizado. Objetivou-se contribuir para o reconhecimento da ocorrência de violência entre parceiros íntimos na fase de namoro, tendo como base conceitual as questões de gênero e seus elementos para a compreensão da constituição da relação de intimidade. Dialoga, ainda, com as teorias do desenvolvimento humano, da aceitação da violência na resolução de conflitos e do aprendizado da violência da perspectiva geracional. Os recortes propostos foram três: um estudo descritivo sobre as prevalências da violência, ao longo do relacionamento de namoro e em seus diversos tipos; um segundo, abordou a violência e os fatores associados, e um terceiro, avaliou o impacto da violência na saúde mental a partir do quadro de depressão. O questionário foi auto preenchido por 362 alunos de duas universidades, uma pública e outra privada, do Estado de São Paulo, sendo 37% do sexo masculino e 63% do feminino, com idade mediana de 20 anos. Estimou-se a prevalência da violência em relacionamentos íntimos, sofrida ou perpetrada, para os tipos físico, psicológico e sexual, descrevendo-se as sobreposições entre eles. Quanto às violências, 75,9% sofreu algum tipo na vida e 76,4% as perpetraram. O tipo de violência mais prevalente, tanto sofrida como perpetrada, foi a psicológica, seguida da sexual. A grande sobreposição entre violências sofridas e perpetradas (83,9%) reflete a reciprocidade das agressões, sem diferença entre homens e mulheres. Na análise dos fatores associados ter vida sexual no namoro e aprovação da violência se mantiveram associadas a sofrer violência para as mulheres, enquanto para os homens ter tempo de namoro maior de 6 meses e uso associado de álcool e drogas mantiveram-se associados.No caso da violência perpetrada, mantiveram-se associadas para as mulheres o uso de substância 01psicoativa do tipo associação droga e álcool, ciúmes e tempo de namoro maior de dois anos. No modelo que considerou os tipos de violência e a associação com depressão, para as mulheres ter sofrido violência física exclusiva e física e sexual concomitantes mantiveram-se associadas. Os resultados estão em consonância com a literatura que analisa a violência no namoro, com alta prevalência de violências sofridas e perpetradas, além da reciprocidade tanto entre homens como entre mulheres. A situação de conjugalidade parece alterar quer a mutualidade das agressões, quer o sentido das violências e os agressores, para mulheres e para homens, em contraste com a situação de namoro. As consequências da vitimização no namoro para as mulheres são mais expressivas, enquanto que para os homens é importante se examinar com maior detalhamento as especificidades para a questão do ponto de vista masculino. Os achados trazem para o contexto brasileiro a confirmação da necessidade de ações e políticas públicas nesta direção, ao produzir conhecimento importante para programas de prevenção para jovens em fase de namoro, seja no plano dos serviços de saúde, seja no das escolas e universidades, onde se concentram os jovens, de forma a minimizar as chances de que as agressões continuem no casamento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.06.2013
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FLAKE, Tania Aldrighi; MENEZES, Paulo Rossi; SCHRAIBER, Lilia Blima. Violência no namoro entre jovens universitários no estado de São Paulo. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-02082013-152354/ >.
    • APA

      Flake, T. A., Menezes, P. R., & Schraiber, L. B. (2013). Violência no namoro entre jovens universitários no estado de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-02082013-152354/
    • NLM

      Flake TA, Menezes PR, Schraiber LB. Violência no namoro entre jovens universitários no estado de São Paulo [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-02082013-152354/
    • Vancouver

      Flake TA, Menezes PR, Schraiber LB. Violência no namoro entre jovens universitários no estado de São Paulo [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-02082013-152354/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021